Guaraní fecha patrocínio pontual para duelo com Timão

Guaraní fecha patrocínio pontual para duelo com Timão

Por Meu Timão

Paraguaios irão lucrar com visibilidade do Corinthians

Paraguaios irão lucrar com visibilidade do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Guaraní (PAR) fechou um acordo de patrocínio para a decisão com o Timão, na noite desta quarta-feira. A rede de culinária japonesa Temakeria Makis Place estampará a manga da camisa paraguaia durante o confronto na Arena Corinthians, que vale a classificação às quartas de final da Taça Libertadores da América.

A empresa que firmou o patrocínio com o Guaraní possui mais de 130 unidades no Brasil e nos Estados Unidos. O valor do patrocínio, no entanto, não foi divulgado.

Essa não é a primeira vez que rivais lucram com a visibilidade do Corinthians. Em março deste ano, o Danubio (URU), adversário da fase de grupos na competição continental, estampou em seu uniforme uma marca de bebidas apenas para o duelo em Montevidéu.

Para seguir na Libertadores, o Timão precisa reverter o placar negativo da última quarta-feira. No Defensores del Chaco, a equipe de Tite foi surpreendida e perdeu por 2 a 0. Agora, os jogadores corinthianos precisam marcar três gols de diferença para garantir a classificação no tempo normal.

Veja Mais:

  • Titular contra o Vitória, Gabriel se posicionou sobre a derrota em rede social

    'Mais forte do que nunca': jogadores do Corinthians comentam derrota nas redes sociais

    ver detalhes
  • Rodriguinho foi um dos destaques do duelo na Arena; arbitragem bastante questionável

    Juiz 'esquece' pênaltis, Corinthians para na retranca do Vitória e perde a primeira no Brasileirão

    ver detalhes
  • Carille ressaltou aprendizados com revés do Corinthians para o Vitória

    Carille tira lições de derrota e nega relação entre perdas e período sem jogos

    ver detalhes
  • Jô teve atuação discreta na derrota para Vitória

    Cássio é eleito destaque de derrota do Corinthians; quarteto ofensivo destoa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes