Perto de assinar venda, Timão garante 10% de Cassini

Perto de assinar venda, Timão garante 10% de Cassini

Por Meu Timão

Matheus Cassini treinou normalmente na manhã desta terça-feira no CT do Corinthians

Matheus Cassini treinou normalmente na manhã desta terça-feira no CT do Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Parece que o curto ciclo de Matheus Cassini no Corinthians chegou ao fim. O meia deve acertar, nesta quarta-feira, a ida para o Palermo, da Itália. O acordo só não foi anunciado ainda, pois o Timão passou os últimos dois dias brigando para manter 10% dos direitos econômicos do meia.

Nesta terça-feira, o time italiano aceitou e, agora, o Corinthians terá direito a 10% dos valores de futuras transferências do jovem de 19 anos.

"O Corinthians já deu aval para a venda. O acordo está muito bem encaminhado e deverá ser fechado amanhã (quarta-feira) na Itália", confirmou Nilson Moura, agente de Cassini, em entrevista ao LANCENET!.

Matheus Cassini foi destaque na Copa São Paulo de Futebol Júnior no início do ano, mas não chegou a estrear pela equipe profissional. Sem ser usado pelo técnico Tite, o meia está sendo vendido ao Palermo por 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 5 milhões de reais).

Atualmente, o Corinthians é dono de 70% dos direitos econômicos do jogador, então, ficará com cerca de R$ 3 milhões de reais. O restante do valor pertence à empresa Art Sports.

Veja Mais:

  • Pablo deve retornar ao time na próxima segunda-feira

    Pablo tem boa evolução e pode voltar ao Corinthians contra o Botafogo

    ver detalhes
  • Pablo está se recuperando de uma contratura muscular na coxa

    Agente de Pablo fala em prioridade do Corinthians e afirma: 'Só chamar para assinar'

    ver detalhes
  • Gabriel voltou a jogar nesta quarta-feira, contra o Grêmio

    'A faísca de campeão voltou a acender', garante volante do Corinthians

    ver detalhes
  • Jô passou em branco nesta noite de quarta, diante do Grêmio

    Corinthians não cria, apenas empata com Grêmio na Arena, mas mantém vantagem na liderança

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes