Fagner justifica pressão do Joinville e enaltece a vitória

Fagner justifica pressão do Joinville e enaltece a vitória

Por Meu Timão

Fagner comemorou a vitória suada

Fagner comemorou a vitória suada

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Nem o placar magro e nem mesmo a pressão sofrida nos minutos finais desanimaram o lateral Fágner. Enaltecido pela torcida como um dos jogadores mais dedicados do atual elenco, o jogador ponderou as dificuldades da partida.

Para ele, a pressão sofrida foi algo "normal", uma vez que o adversário - na lanterna da competição - também precisava da vitória. Jogando em casa, a equipe catarinense terminou a partida fortemente aplaudida pelos torcedores.

"É normal, até porque a equipe estava jogando contra o Joinville em casa, então eles precisavam do resultado e começaram a se atirar. A gente precisava segurar um pouco mais a bola na frente, para aí sim conseguir tirar o time de trás, mas isso é coisa que nós vamos corrigir para os próximos jogos", pontuou Fagner.

O jogador, porém, não desmereceu a vitória e garantiu que com ela o elenco terá tranquilidade para trabalhar. A equipe de Tite terá uma semana para se recuperar fisicamente, e emplacar mais uma vitória - dessa vez contra o Internacional na Arena Corinthians.

Por isso, Fagner viu ainda mais valor na conquista deste sábado: "A importância da vitória é para dar a tranquilidade na semana de trabalho que nós temos agora. Temos um jogo em casa difícil, então a gente sabia da importância desses três pontos. É difícil vir de duas derrotas seguidas, então agora é continuar trabalhando forte para que a gente consiga subir na tabela".

Veja Mais:

  • Hotel onde a delegação portuguesa está hospedada em São Petersburgo, na Rússia

    Corinthians brinca nas redes sociais com Cristiano Ronaldo hospedado em hotel chamado Corinthia

    ver detalhes
  • Pedro Henrique foi uma das baixas do Corinthians no treino desta sexta

    Com dois desfalques, Corinthians se reapresenta já de olho em duelo contra Grêmio

    ver detalhes
  • Jô pode não viajar até a cidade de Tunja, na Colômbia

    Corinthians deve poupar jogadores e pode ter vários jovens da base na Colômbia

    ver detalhes
  • Guilherme Torres jogará mais quatro anos no Deportivo La Coruña

    Recopa, invasão da Fiel no Japão, Carille, La Coruña... Guilherme Torres fala ao Meu Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes