Representado por Gilmar Veloz, Tite isenta empresário em 'caso Pato'

Representado por Gilmar Veloz, Tite isenta empresário em 'caso Pato'

Tite preferiu não opinar sobre o processo de Pato contra o Corinthians

Tite preferiu não opinar sobre o processo de Pato contra o Corinthians

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Corinthians enfrentou recentemente o atacante Alexandre Pato na Justiça e venceu. Em "lados diferentes" na briga, o atacante e o técnico Tite possuem um elo em comum: ambos são representados pelo mesmo empresário, Gilmar Veloz.

Os dois, aliás, tinham o mesmo agente desde a época em que Tite era técnico de Pato e escolhia quando ele seria opção no banco de reservas. Por isso, o treinador revelou, nessa sexta-feira, que sempre soube separar sua relação com Gilmar independente de sua ligação com Pato.

"Sempre deixei uma situação muito separada, mas não me omito a falar. O Pato trabalhou aqui e ficou muito tempo no banco comigo. Fora o início dele, que foi muito bom e se recuperou de lesões, e depois ficou fora. Entrava, começava, mas não deu sequência. Sabe quantas vezes o Gilmar Veloz conversou comigo sobre o Pato? Nenhuma. Sabe por quê? Porque há um respeito muito grande. Sei como ele é, e ele sabe o quanto sou isento na minha conduta", explicou o técnico, em coletiva de imprensa.

Sobre o processo movido por Pato contra o Corinthians, Tite preferiu não falar muito, mas fez questão de deixar claro que Gilmar Veloz não é responsável pela ação.

"Busque informações sobre esse episódio para ver o caráter do Gilmar. Vai no rastro, você vai encontrar informações boas. Sei do caráter e da lisura dele", explicou.

Já o atacante não foi defendido por Tite. "Não posso julgar. Quem pode julgar é o nosso presidente (Roberto de Andrade), o Pato, o Gilmar. Mas busca informações que tu vai...", concluiu o técnico.

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes