Clube paraguaio tem interesse em atacante do Timão

Clube paraguaio tem interesse em atacante do Timão

Por Meu Timão

Romero desperta interesse do seu ex-clube, Cerro Porteño

Romero desperta interesse do seu ex-clube, Cerro Porteño

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Mesmo sem ser muito aproveitado pelo técnico Tite, o atacante Ángel Romero segue despertando interesse de outros clubes. Dessa vez, é o Cerro Porteño, seu antigo clube, que quer contar com o paraguaio.

O clube acabou de anunciar a contratação o zagueiro Diego Lugano, ex-São Paulo, mas, segundo o jornal paraguaio ABC, a equipe quer mais reforços para a sequência da temporada. Romero é um dos nomes pretendidos pelo clube.

O paraguaio foi formado nas categorias de base do Cerro Porteño e chegou ao Corinthians no ano passado. O Timão ainda não pagou nada pelo atleta. Um grupo de investidores pagou cerca de US$ 3 milhões e o emprestou. No entanto, caso não seja negociado até julho de 2019, fim do seu contrato, o clube paulista tem que quitar o valor pago pelos investidores.

O atacante do Corinthians é irmão gêmeo de Óscar Romero, que também iniciou a carreira no Cerro e que foi recentemente dispensado do Racing, da Argentina. Ele também estaria na lista de interesses do time paraguaio. Antes de acertar com o time argentino, no início do ano, Óscar foi cogitado como reforço do Timão.

Veja Mais:

  • Guilherme foi o destaque da atividade coletiva pelo segundo dia consecutivo

    Dupla volta, e Oswaldo vê time titular brilhar em treino do Corinthians; veja a escalação

    ver detalhes
  • Wagner pode reforçar o Corinthians em 2017

    Agente explica situação de Wagner e diz ter acerto contratual com Corinthians

    ver detalhes
  • Jabá sentiu dor na coxa e deixou o treino do Corinthians mais cedo

    Léo Jabá se machuca em treino do Corinthians e deixa campo com dores na coxa

    ver detalhes
  • CT Joaquim Grava ganhou novidades

    Corinthians 'aposenta' decoração do centenário e dá cara nova ao CT Joaquim Grava

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes