Esperanças da Fiel, Gabriel e Léo Jabá falam sobre futuro no Timão

Esperanças da Fiel, Gabriel e Léo Jabá falam sobre futuro no Timão

Por Meu Timão

Léo e Gabriel já dividem experiências no profissional e são apostas da Fiel

Léo e Gabriel já dividem experiências no profissional e são apostas da Fiel

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Sem conseguir trazer um grande nome para o ataque alvinegro nessa janela de transferência, o Corinthians poderá contar com duas apostas da base, que a cada dia que passa, se mostram mais prontas para aumentar o número de gols marcados pela equipe alvinegra.

Apoiados pela Fiel, os atacantes Gabriel Vasconcelos e Léo Jabá são as esperanças de gols no Timão. O primeiro, que já faz parte do elenco profissional, tem 19 anos e foi artilheiro da equipe na Copa São Paulo de Futebol Júnior, com oito gols marcados.

"Eu sabia que, em mais ou menos tempo, a oportunidade ia aparecer. Fiz uma Copa SP muito boa, fui campeão e artilheiro, então sempre ouvi esses boatos sobre ser promovido. Foi até bom demorar um pouco, porque se tivesse subido não teria oportunidades. Vivi três anos nos juniores, agora chegou a hora de mostrar tudo isso", declarou Gabriel, em entrevista ao UOL Esporte.

Ao contrário de Vasconcelos, Jabá, que é mais jovem e tem apenas 16 anos, já estreou na equipe profissional - antes mesmo de ser promovido ao time principal. Ele atuou no segundo tempo contra o ABC-RN, em amistoso realizado em Natal na semana passada.

"A estreia contra o ABC foi muito importante pela pouca idade que tenho. Antes de eu entrar, o Tite falou comigo para fazer o simples e 'vai dentro'. Foram poucos minutos, mas eram os poucos minutos da minha vida. Então, como falei para o meu pai, o melhor de mim eu deixei lá dentro. Foi uma sensação muito boa", contou o jovem, que agora é o terceiro jogador mais novo a estrear com a camisa do Timão.

Um dos responsáveis pela integração entre o time profissional e as categorias de base, o coordenador de futebol, Alessandro, explicou a diferença entre as duas promessas. "O Gabriel é um 9, um atacante fixo de área. Ele não tem porte físico de sustentar a bola como centroavante, pela estatura, mas é forte, prende a bola e é finalizador. O Léo Jabá é um atacante de beirada, de muita velocidade e com jogada individual e finalização", disse.

A diretoria, no entanto, tem ressaltado que agora é o momento de ter calma para utilizar os jovens jogadores na equipe principal. Com Vágner Love em baixa, a torcida tem cada vez mais pedido a utilização da dupla.

"O Tite está sempre perguntando, conversando, tem uma relação boa com os profissionais da categoria. Ele tem tentado se aproximar. (...) São atletas bem pontuados, é ter calma que a oportunidade vem em breve", finalizou Alessandro.

Veja Mais:

  • Final da Flórida Cup 2017, único revés em mata-mata para o Corinthians no Século 21

    Após seis triunfos, Timão perde primeiro mata-mata para o São Paulo no Século 21

    ver detalhes
  • Não agradou - Titular no Majestoso, Guilherme teve atuação discreta na decisão da Florida Cup

    Meia do Corinthians tem nota próxima do zero após empate

    ver detalhes
  • Timão disputou primeiro clássico de 2017 na noite deste sábado

    Clássico termina empatado e Corinthians perde título para rival nos pênaltis

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel foi chutado por Bruno

    Marquinhos Gabriel leva chute na cabeça; árbitro ignora, mas expulsa Kazim e Maicon

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes