Ex-Timão contesta que tenha causado briga com Carlitos Tevez, em 2006

Ex-Timão contesta que tenha causado briga com Carlitos Tevez, em 2006

Por Meu Timão

Dinelson passou pelo Corinthians entre 2004 e 2008

Dinelson passou pelo Corinthians entre 2004 e 2008

Foto: Reprodução

Juntos no Corinthians entre 2005 e 2006, Dinelson e Tevez protagonizaram um suposto desentendimento nos bastidores do Alvinegro. Na verdade, a "briga" teria sido motivada pelo jovem Dinelson e acontecido de fato entre o argentino e o meia Carlos Alberto. Na época, Tevez não teria gostado de uma jogada de Dinelson e lhe deu uma entrada forte, com isso, Carlos Alberto se revoltou e encarou o argentino.

Cerca de dez anos depois, Dinelson, que passou por outros clubes do Brasil e da Ásia, jura não ter sido o pivô da briga. "Isso nunca aconteceu", contou o jogador, em entrevista ao ESPN.com.br.

"Essa história começou depois de um jogo contra a Inter de Limeira, pelo Paulistão. Vários jornalistas me ligaram no celular e eu não estava entendendo nada. Uma hora atendi e o cara falou: 'Teve uma briga entre Tevez e Carlos Alberto, que foi te defender porque o gringo deu uma chegada forte em você'. Na hora, pensei: 'Mas não teve essa briga! E agora, o que eu faço?'", relatou.

"Eu era moleque, não sabia o que falar! Aí respondi: 'Não me põe no meio disso (risos)!', e desliguei na cara do repórter. Imagina se eu falo alguma coisa errada (risos)! Não atendi mais o celular naquele dia!", completou.

Sobre o argentino, ainda revelou que eram muito amigos na época. "Nunca tive problemas com ele, pelo contrário, era um dos caras que me dava carona todo dia pra casa, eu me dava super bem com ele. Era meu parceiro, um cara humilde demais", disse.

Dinelson permaneceu no Parque São Jorge entre 2004 e 2008, acumulando 48 jogos e oito gols, alternados entre momentos de titularidade e reserva. Hoje no Juventus, da Mooca, o meio-campista joga ao lado de outro ex-corinthiano, o atacante Gil. "Estou recuperado (das lesões no joelho), a comissão técnica me ligou e vai me ajudar a retomar a carreira, eles até usaram o (atacante) Gil como exemplo. Eu moro na Zona Leste de São Paulo, o Juventus é pertinho de casa. É um clube muito gostoso de trabalhar, muito tradicional e gostei muito da torcida", finalizou.

Veja Mais:

  • Bruno Paulo jogará no Santa Cruz até o final de 2017

    Com apenas um jogo pelo Corinthians, atacante é emprestado até o fim do ano

    ver detalhes
  • Rodriguinho marcou o gol da vitória do Corinthians contra o Atlético-GO

    Corinthians se impõe fora de casa, vence Atlético-GO e assume liderança do Brasileirão

    ver detalhes
  • Quase a totalidade dos 15 mil presentes no Serra Dourada era corintiana

    Torcida do Corinthians domina o estádio Serra Dourada; comentarista e dirigente goianos se revoltam

    ver detalhes
  • Clayson canta o hino do Corinthians na primeira concentração

    VÍDEO: Clayson canta o hino do Corinthians na primeira concentração

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes