Sem saber se fica, Ralf admite ter sido procurado por rival

Sem saber se fica, Ralf admite ter sido procurado por rival

Por Meu Timão

Ralf foi procurado por rival, mas quer permanecer no Timão

Ralf foi procurado por rival, mas quer permanecer no Timão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Um dos atuais ídolos da torcida corinthiana, o volante Ralf admitiu, neste sábado, que foi procurado por um rival do Timão. Segundo o jogador, que está desde 2010 no clube e possui contrato só até o fim desta temporada, seus agentes não revelaram qual equipe quer sua contratação.

"Procuraram meus agentes. Eles não falaram qual equipe, só que é de São Paulo, não sei qual foi, mas estou focado aqui. As sondagens eu deixo para o meu representante. O que for melhor para mim e para o Corinthians, nós iremos conversar e decidir. Mas deixo claro que quero ficar", afirmou o jogador, em entrevista à "Rádio Globo".

Aos 31 anos, Ralf perdeu a condição de titular para Bruno Henrique e ainda não foi procurado pelo Timão para renovar seu contrato. Mesmo assim, ele ainda sonha em permanecer no clube.

"Tudo o que conquistei foi aqui. Quero permanecer e conquistar mais títulos. Estou feliz e quero permanecer", comentou o volante, que chegou a ser sondado pelo Santos recentemente e é sonho antigo do São Paulo, tendo sido, inclusive, oferecido por empresários ao clube do Morumbi.

Neste domingo, porém, Ralf voltará a ser titular, já que Bruno Henrique cumpre suspensão automática. Chapecoense e Corinthians se enfrentam às 16h, na Arena Condá, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes