Presidente do Palmeiras enaltece rivalidade com Corinthians: 'Maior do Brasil'

Presidente do Palmeiras enaltece rivalidade com Corinthians: 'Maior do Brasil'

Por Meu Timão

Em 2014, Timão e Palmeiras se uniram para em prol da paz antes do dérbi

Em 2014, Timão e Palmeiras se uniram para em prol da paz antes do dérbi

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

A rivalidade entre Corinthians e Palmeiras é, sem dúvida, uma das maiores do futebol mundial. Cercado de duelos históricos e polêmicas, o clássico paulista foi exaltado pelo presidente do Palmeiras, Paulo Nobre. Nesta terça-feira, o dirigente enalteceu a relação com o Timão e não teve dúvidas ao eleger o adversário mais “encardido” do clube da Barra Funda.

“Não existe discussão sobre isso. Palmeiras e Corinthians, de longe, têm a maior rivalidade de São Paulo. É a maior rivalidade do Brasil, é a terceira da América do Sul e a sétima do mundo”, afirmou Paulo Nobre, durante participação no programa “Seleção SporTV”.

“É uma rivalidade centenária e, o mais legal, é o fato que as diretorias se dão super bem e a rivalidade continua. Um quer ganhar do outro de qualquer maneira, mas isso não significa que a gente tenha que se dar mal”, acrescentou o mandatário.

Dentro das quatro linhas, no entanto, o dérbi é disputado do início ao fim, além das tradicionais provocações – em 1999, na decisão do Paulista, Edilson Capetinha protagonizou um lance que ficaria marcado na memória dos corinthianos: após fazer embaixadinhas durante o duelo, parou a bola na nuca e provocou uma batalha campal.

De acordo com o presidente palmeirense, a relação amistosa entre as duas diretorias acontece desde a década de 60, quando Vicente Matheus conduzia a gestão do clube do Parque São Jorge. “Na época do Vicente Matheus, quando ele não podia ir em uma reunião, ele falava: ‘No que o Facchina (Delfino Facchina, ex-presidente do Palmeiras) votar, eu voto junto’. Existia esse clima de cordialidade, independente da rivalidade”, completou.

Veja Mais:

  • Pedro Henrique foi uma das baixas do Corinthians no treino desta sexta

    Com dois desfalques, Corinthians se reapresenta já de olho em duelo contra Grêmio

    ver detalhes
  • Jô pode não viajar até a cidade de Tunja, na Colômbia

    Corinthians deve poupar jogadores e pode ter vários jovens da base na Colômbia

    ver detalhes
  • Guilherme Torres jogará mais quatro anos no Deportivo La Coruña

    Recopa, invasão da Fiel no Japão, Carille, La Coruña... Guilherme Torres fala ao Meu Timão

    ver detalhes
  • Pablo foi tranquilizado mais uma vez pela diretoria do Corinthians, que segue confiante

    Sem pressa e confiante: diretoria do Corinthians nem cogita possibilidade de perder Pablo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes