Os números dos campeões: quem é o melhor do time?

Os números dos campeões: quem é o melhor do time?

Por Meu Timão

Jadson é o jogador que mais se destacou nos números do Corinthians durante o BR-15

Jadson é o jogador que mais se destacou nos números do Corinthians durante o BR-15

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians conquistou o seu sexto título do Campeonato Brasileiro de maneira antecipada nesta quinta-feira. O grande destaque desse time e dessa campanha é o técnico Tite. Não há dúvidas. Mas, dentro de campo, quem manda são os jogadores.

Por isso, o MEU TIMÃO fez um levantamento e trouxe o melhor de cada jogador, de cada posição, de cada estatística dentro de campo até o momento (ainda restam três rodadas). O elenco alvinegro ficou conhecido por sua união e por não ter um único destaque. Renato Augusto, Jadson, Vagner Love, Elias... Todos fizeram parte do título e os números provam isso.

Em baixo das traves, a comparação não é justa. Cássio é titular incontestável. Jogou 33 dos 35 jogos do Campeonato Brasileiro deste ano. Walter esteve em campo em apenas três. Entre os números do camisa 12, alguns destaques: são apenas 27 gols sofridos, sendo o goleiro menos vazado da competição; foram 14 jogos sem sofrer gols; e, no total, foram 100 defesas.

Fora os gigantes que garantiram a melhor defesa do Campeonato Brasileiro ao Timão, outros 25 jogadores atuaram em pelo menos um jogo na competição. Confira quem se destacou em diversos fundamentos na conquista do Brasileirão deste ano.

Assim como Cássio, o meia Jadson esteve em campo em 33 dos 35 jogos da competição, até o momento - sendo todos eles como titular da equipe. São 2.880 minutos jogando com a camisa do Timão. Depois do camisa 10, o zagueiro Gil também se destaca: são 32 jogos (também sempre titular) e os mesmos 2.880 minutos que Jadson. Ainda no meio de campo, o meia Renato Augusto, que fez sua temporada com o maior número de jogos neste ano, esteve presente em 30 jogos, somando 2.579 minutos.

A briga pela artilharia ainda não acabou e está bem acirrada. Jadson e Vagner Love estão empatados no topo, com 13 gols cada um neste Brasileirão. O camisa 10 precisou de 221 minutos em campo para marcar cada gol, enquanto Love marcou a cada 170 minutos com a bola no pé. Mostrando que ninguém se destaca na campanha, Elias, Renato Augusto, Malcom e Luciano aparecerem na terceira posição, com cinco gols cada um.

Nessa categoria não tem para ninguém. O maior garçom do elenco alvinegro é o meia Jadson. Além de marcar 13 vezes, o camisa 10 também deu 12 assistências para gols de companheiros do Timão. Os números são ainda maiores: incluindo as assistências, Jadson deu 95 passes decisivos durante a competição. Depois dele, o volante Elias também teve boa participação nos gols alvinegros - são sete assistências; Renato Augusto vem na terceira posição, com cinco passes que se tornaram gols.

Mesmo quando sofreu com jejum de gols, Vagner Love não deixou a desejar na marcação. Prova disso é que ele é o jogador que mais disputou a bola durante a competição: são 406, sendo 35,5% delas ganhas. Quem também se destaca nessa categoria é Malcom: o jovem atacante disputou 331 bolas, mas teve um aproveitamento melhor que o companheiro - ele tem 41,4% de aproveitamento. Para fechar, Renato Augusto fez 319 disputas, ganhando 47,6% delas.

O Corinthians também é o time mais disciplinado do Brasileirão. São apenas 57 cartões amarelos e dois vermelhos durante toda a competição. Um dos responsáveis por isso é o volante Bruno Henrique. De maneira negativa, ele se destaca por ter feito 45 faltas durante o torneio - o maior número de todo o elenco. Na mesma posição, Ralf também fez faltas: são 31 no total. Porém, quem mais foi punido pelas faltas foi o zagueiro Felipe: são 25 faltas cometidas, mas sete cartões amarelos e um vermelho.

Se o time fez poucas faltas, não podemos dizer o mesmo dos adversários. Os jogadores do Timão sofreram em campo. Principalmente, os atacantes Vagner Love e Malcom. O mais jovem recebeu 54 faltas, enquanto o camisa 99 "apanhou" de adversários 51 vezes. Renato Augusto é outro que foi muito perseguido pelos rivais: são 35 faltas sofridas.

Nessa categoria não restam dúvidas. O "Caneta" Augusto é destaque: são 46 dribles, sendo alguns canetas inesquecíveis, que caíram na graça da Fiel e até lhe deram esse novo apelido. Depois do meia, Malcom, com 24 e o lateral-direito, Fagner, com 21, também se destacaram dando dribles nos adversários.

Renadson. A brincadeira, criada pela Fiel, para unir os dois melhores jogadores do elenco faz todo o sentido. Além de gols, assistências, dribles, a dupla do meio de campo também distribuiu passes aos companheiros. Jadson lidera: são 1877 passes, com uma precisão de 81,7%; Renato vem logo depois: são 1706, com 84% de precisão. O zagueiro Gil faz companhia para os colegas. Lá da parte de trás do campo, Gil deu 1122 passes, com uma precisão de 82,2%.

Um jogador se destacou nessa categoria. O lateral-direito Fagner, agora lesionado e fora dos últimos jogos, fez incríveis 83 desarmes durante a competição, com um aproveitamento de 75,9%. Depois dele, vem Ralf. O volante, porém, fez 20 desarmes a menos que Fagner - são 63, com um aproveitamento melhor: 82,5%. Elias também se destaca nessa categoria: são 56 desarmes, mas um aproveitamento menor - 66,1%.

Veja Mais:

  • Índio deu a vitória ao Corinthians/UNIP

    Com gol no fim, Corinthians vira para cima do Sorocaba e se aproxima do título nacional

    ver detalhes
  • Oswaldo comandou atividades desta segunda-feira

    Oswaldo esboça Corinthians para duelo com Cruzeiro; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Oya é um dos destaques do Timão na disputa no Sul do Brasil

    Timão joga bem, mas não impede segunda derrota na Copa Internacional Sub-20

    ver detalhes
  • Dispensado do Corinthians, Willians se pronuncia em rede social

    Dispensado do Corinthians, Willians se pronuncia em rede social

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes