Jadson fala de carreira, apoio de Tite e parceria com Renato Augusto

5.0 mil visualizações 50 comentários

Por Meu Timão

Jadson falou sobre parceria com Renato Augusto

Jadson falou sobre parceria com Renato Augusto

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Jadson começou o ano de 2015 no banco de reservas do Corinthians. Hoje, meses depois, está perto de ser campeão brasileiro brigando pelo título de melhor jogador da competição. Toda essa mudança fez o jogador refletir sobre a sua carreira, além, claro, de classificar Tite como um dos responsáveis por isso.

Antes de jogar no Timão, Jadson passou pelo Atlético-PR, ficou sete anos no Shakhtar Donetsk e ainda defendeu as cores do São Paulo. O meia considera que não teve uma carreira brilhante, mas que, pelo menos, conseguiu realizar seu sonho de ser jogador de futebol.

"Acho que não foi uma carreira tão brilhante, mas consegui conquistar títulos, ser convocado para a Seleção Brasileira. Foi vitoriosa, muitos não imaginavam que eu poderia chegar aonde cheguei. É agradecer a Deus, meus pais, minha esposa que sempre esteve comigo nos momentos bons e ruins da minha carreira, meus filhos. Que nem eu disse, fico feliz de ter chegado até aqui, conquistando títulos e realizando meu sonho que era ser jogador de futebol", explicou o jogador, em participação no programa Bola da Vez, da ESPN.

Seu sonho teve uma mudança importante no começo do ano. Depois de recusar uma proposta para a China, Jadson viu Lodeiro deixar o Timão e sua chance de conquistar espaço no time. "Com certeza, no começo do ano lá na Florida ele veio conversar comigo. Mas em nenhum momento ele disse: ‘Eu quero que você fique’. Ele disse: ‘Eu quero contar com você aqui no grupo porque acredito no seu potencial. Você vai ralar que nem todo mundo e, a gora que aparecer a oportunidade, você vai jogar’. O Lodeiro foi embora, dentro do ônibus ele chegou pra mim e disse: ‘Chegou a hora'", lembrou.

A hora foi bem aproveitada e o meia já é considerado, ao lado de Renato Augusto, um dos melhores meias do futebol brasileiro. A parceria com Renato, aliás, é algo que deu certo.

"O Renato, até comentou comigo que no começo ele queria colocar o Renato aberto onde eu jogo, e deixar o Lodeiro de meia. Daí ele chegou, me colocou pelo lado quando o Lodeiro foi embora e improvisou o Renato. Eu sempre fico aberto, mas não sou jogar de velocidade. Então eu tenho que sair do lado e flutuar, pra pegar a bola e armar. Então tem dado certo, o Renato já sabe o movimento", ressaltou Jadson.

"Renato é muito inteligente. A gente, com o passar do tempo, fui ganhando entrosamento e hoje fazemos um grande Brasileiro", finalizou o camisa 10.

Veja Mais:

  • Elenco do Corinthians retorna ao CT Joaquim Grava nesta segunda-feira

    Com viagens e estreia no Brasileirão, Corinthians divulga programação semanal do elenco; confira

    ver detalhes
  • Jogadores do Corinthians utilizam máscaras para entrar na Arena

    Corinthians comunica que realizará testes de Covid-19 com laboratório de confiança no Brasileirão

    ver detalhes
  • Ángelo Araos deve ter sequência pelo Corinthians no Campeonato Brasileiro

    Araos vira 12º jogador do Corinthians em decisões e deve ter sequência no Brasileirão

    ver detalhes
  • Sem futuro definido no Timão, Boselli pode ser a opção de clube argentino

    Jornal argentino coloca Boselli na mira do Independiente; atacante já pode assinar pré-contrato

    ver detalhes
  • Jô anota único gol do Corinthians na final do Campeonato Paulista contra Palmeiras

    Jô supera Éderson e alcança melhor média de gols do Corinthians em 2020; veja lista

    ver detalhes
  • Segundo jornal A Bola, Sporting estaria interessado em Igor Morais, zagueiro do sub-23 do Timão

    Jornal português expõe interesse de Sporting em zagueiro da equipe Sub-23 do Corinthians

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: