Presidente do Timão vê aumento de premiações da Libertadores como insuficiente

Presidente do Timão vê aumento de premiações da Libertadores como insuficiente

Por Meu Timão

Após reajuste, Roberto de Andrade crê que Conmebol pode melhorar premiação da Libertadores

Após reajuste, Roberto de Andrade crê que Conmebol pode melhorar premiação da Libertadores

Foto: Marcelo Machado/Ag. Corinthians

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, se pronunciou sobre o aumento da premiação aos clubes que disputarem a próxima edição da Copa Libertadores da América. Para o dirigente, o reajuste de 40% das cotas em relação a 2015 é bem-vindo, mas ainda insatisfatório.

“Claro que isso é bom, qualquer coisa é melhor do que nada, mas ainda não ficou como poderia. Ainda poderia ser melhor”, ponderou o presidente Roberto de Andrade ao portal GloboEsporte.com.

Esta é a primeira vez que o cartola opina acerca dos prêmios da Libertadores após a declaração de Andrés Sanchez, ex-presidente e atual superintendente de futebol do Timão – no último sábado, o mandatário criticou a desvalorização aos times e afirmou que a equipe alvinegra se retiraria da competição caso os montantes não fossem revistos.

Na segunda-feira, em entrevista coletiva realizada em Assunção, no Paraguai, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) divulgou os novos valores dos prêmios da Libertadores. Durante a fase de grupos, cada participante embolsará US$ 1,35 milhão. O vencedor do torneio poderá faturar até US$ 7,7 milhões - aproximadamente R$ 31 milhões.

A ameaça de Sanchez à entidade ganhou o apoio do presidente do São Paulo. Antes do dissídio, Carlos Augusto de Barros e Silva fez coro ao dirigente corinthiano e disse que uma possível valorização beneficiaria todas as equipes. “O que a Conmebol paga não é satisfatório. É positivo isso que o Andrés faz, o São Paulo certamente se aproveitará da iniciativa”, admitiu o cartola à Rádio Jovem Pan.

Representante do clube do Morumbi no sorteio dos grupos da Libertadores, marcado para esta terça-feira, às 21h30 (de Brasília), o diretor executivo Gustavo Vieira de Oliveira também comentou a novidade. “É importante haver uma melhora. Ainda não é o valor ideal, mas uma demonstração de que há margem para novos aumentos”, completou.

Veja Mais:

  • Pablo voltou a sentir dores na coxa e precisou deixar o gramado quarta-feira

    Pablo é diagnosticado com lesão e se torna desfalque do Corinthians

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians vem crescendo no Fiel Torcedor

    Torcida do Corinthians rompe nova barreira e se aproxima de vice-líder do torcedômetro

    ver detalhes
  • Clayson pode ser titular contra o Fluminense, mas outros estão no páreo.

    Sem Carille, definição do time titular do Corinthians no Rio é adiada

    ver detalhes
  • Pablo para por até seis semanas no Corinthians

    Médico do Corinthians explica lesão de Pablo e nega relação com contratura

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes