Candidato da oposição, Paulo Garcia esculacha diretoria e a saída de jogadores do elenco do Timão

14 mil visualizações 177 comentários

Por Meu Timão

Paulo Garcia disputou a presidência do Corinthians na última eleição

Paulo Garcia disputou a presidência do Corinthians na última eleição

Divulgação

A debandada de jogadores, que assombra o Corinthians no início da temporada de 2016, começou dar voz a oposição da diretoria alvinegra. Concorrendo a vaga de presidente na última eleição com Roberto de Andrade, Paulo Garcia foi a imprensa para criticar as medidas adotadas pela cúpula nas saídas dos atletas.

Para Garcia, empresário e com cargo vitalício no clube, a culpa não está nos chineses- mesmo com os altos valores oferecidos pelo mercado aos atletas nos últimos dias -, mas sim na forma que a diretoria tem conduzido as negociações e contratos.

“Como é que é? O Corinthians ganha o Campeonato Brasileiro de maneira impressionante, valoriza seus jogadores no mercado exterior, Renato Augusto é o melhor de todo o país… Mesmo assim a diretoria mantém os mesmos contratos, com multas rescisórias e salários baixos e depois reclama que os chineses chegam e levam todo mundo? Por favor. A culpa não é dos chineses, mas da falta de visão do Corinthians”, disse em entrevista ao blog do Cosme Rímoli

Segundo o empresário, a diretoria eleita não consegue pensar em um bom futuro para a equipe do Parque São Jorge, tendo em vista que perde muitos jogadores por valores abaixo do mercado. Com as saídas dos considerados craques da temporada, Garcia desabafou: "A falta de visão. Porque se o lucro fosse estupendo, maravilhoso, ainda vá lá. Mas o Corinthians de uns tempos para cá só tem jogador fatiado. Nem essas multas baixas ficam inteiras para o clube. Não sou contra empresários (seu irmão Fernando é dono da Elenko Sports com nove atletas do elenco do Timão). Só acho que o Corinthians deveria brigar para ter sempre a grande maioria dos direitos de seus jogadores. E não tem. Esse desmanche não resolverá a vida do clube. Muito pelo contrário. É um desperdício".

Roberto de Andrade veio à público criticar a postura de jogadores e dos clubes chineses. Porém, assim como o atual presidente, o empresário teme pelo futuro da temporada do alvinegro. Com a saída de muitos jogadores do elenco (Renato Augusto, Jadson, Vágner Love, Ralf, Edu Dracena e Cássio), Garcia acredita que o Timão não terá vida fácil nas competições que irá disputar e teme a saída de ainda mais atletas:

“Infelizmente, aquela confiança, aquela euforia que todos nós vivíamos, não é mais a mesma. O que eu não me conformo é que tudo isso não é por acaso. Não deveria ser surpresa. Colocar a culpa nos chineses é fácil e não é justo. Quem manda deveria assumir a falta visão. Do poder de avaliação. Esse desmanche poderia ter sido evitado. Todos no Parque São Jorge sabem disso. E, infelizmente, está longe de acabar”, concluiu.

Veja Mais:

  • Jô pode voltar a desfalcar o Corinthians no Campeonato Brasileiro

    STJD agenda novo julgamento de Jô, que pode desfalcar o Corinthians no Brasileirão

    ver detalhes
  • Goleiro Cássio em treino desta sexta-feira no CT Joaquim Grava

    Corinthians se reapresenta e inicia treinos de olho no Atlético-GO; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Neo Química Arena pode voltar a receber público apenas em 2021, mas os gestores do estádio preparam novidades no estádio corinthiano

    Até heliponto! Mesmo fechada ao público, Neo Química Arena prepara novidades

    ver detalhes
  • Meia foi contratado pelo Barcelona e teve passagem também pela Juventus

    Justiça ordena bloqueio de contas do Corinthians e penhora de dois carros por causa de dívida

    ver detalhes
  • Essa situação escancara um dos maiores problemas do Corinthians em 2020

    [Vitor Chicarolli] Essa situação escancara um dos maiores problemas do Corinthians em 2020

    ver detalhes
  • Torcida nos estádios só em 2021

    [Marco Bello] Torcida nos estádios só em 2021

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: