Como chance como titular, Romero declara: 'Todo brasileiro está na China, mas quero jogar aqui'

Como chance como titular, Romero declara: 'Todo brasileiro está na China, mas quero jogar aqui'

Por Meu Timão

7.1 mil visualizações 98 comentários Comunicar erro

Romero está vivendo boa fase na equipe titular do Timão

Romero está vivendo boa fase na equipe titular do Timão

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O paraguaio Ángel Romero está vivendo o começo de ano que esperava há tempos no Corinthians. Com as saídas de peças importantes no elenco alvinegro, ele finalmente está tendo sua chance na equipe titular e não quer desperdiçá-la.

"Sempre trabalho para isso (ser titular). Se eu falasse que não tenho condições, não ficaria aqui. Eu fiquei porque acredito no meu futebol e acho que posso ganhar uma vaga. Vou lutar para isso e fazer as coisas acontecerem como eu quero", declarou, em coletiva na manhã desta segunda-feira.

Para conseguir essa oportunidade, porém, Romero foi na contramão dos ex-companheiros. Ele também recebeu propostas, mas permaneceu na equipe.

"Um time do México e um da Espanha queriam empréstimo, e a venda era para o Rubin Kazan, da Rússia. Agora todo brasileiro está na China, mas eu quero jogar aqui", explicou.

"Penso em melhorar a cada dia, jogo a jogo. Trato de melhorar, de escutar mais, é jogo a jogo. Depois as coisas vão acontecer naturalmente. Se vou virar ídolo ou não, só vamos saber mais para frente. É jogo a jogo, melhorando a cada dia", completou.

A permanência aconteceu por conta do apoio de sua família. Desde que chegou ao Timão, em 2014, Romero não conseguiu uma sequência de titular, ficando fora até do banco de reservas em muitas vezes na temporada passada.

"Busquei forças na minha família, o apoio deles foi muito importante para mim. Não desistir aqui foi por causa deles e dos meus companheiros. Ano passado foi difícil para mim. Cheguei ao Brasil com muita vontade de jogar e ser novamente ídolo, como fui no Paraguai. Faltou a oportunidade que eu queria, mas minha família foi importante", explicou.

"Maria Lucila, minha mãe, mas também minha vó, minha tia, meus irmãos, estou sempre falando com eles. Todos falaram que tenho condições de jogar no Corinthians. Tive propostas de empréstimo e venda no ano passado, mas queria ficar aqui e falei para eles que não tinha feito nada no Corinthians. Queria jogar e ser titular. Agora as coisas estão acontecendo e quero seguir assim", finalizou o paraguaio.

Veja Mais:

  • Carille não poderá contar com quatro titulares na partida contra a Chapecoense

    Corinthians encerra preparação e libera relacionados sem quatro titulares contra a Chapecoense

    ver detalhes
  • Maltos também costumava completar o grupo de goleiros em treinos no CT Joaquim Grava

    Corinthians rescinde contrato de goleiro do Sub-20 e jogador desabafa em despedida em rede social

    ver detalhes
  • Após retornar do Joinville, Rodrigo Figueiredo treina na equipe Sub-23

    Corinthians tem retorno de sete jogadores emprestados; três deles já treinam no Sub-23

    ver detalhes
  • Corinthians bateu o São Paulo também no Sub-17

    Corinthians repete placar em cima do São Paulo e assume liderança do grupo no Brasileiro Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes