Elenco sente clássico e Tite manda recado: 'Estão ferrados comigo'

Elenco sente clássico e Tite manda recado: 'Estão ferrados comigo'

Por Meu Timão

Tite encara, nesta quinta, primeiro duelo de 2016 pela Libertadores

Tite encara, nesta quinta, primeiro duelo de 2016 pela Libertadores

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O técnico Tite admitiu, após a vitória desse domingo por 2 a 0 sobre o São Paulo, na Arena, que o Corinthians vem surpreendendo comissão técnica e diretoria graças aos bons números somados neste início de temporada. Em jogos oficiais (todos pelo Paulistão), foram quatro triunfos em quatro jogos, com seis gols feitos e apenas um sofrido.

O bom início de temporada, contudo, tem seu preço. O desempenho em alto nível demonstrado diante do São Paulo fez o treinador projetar uma cobrança ainda maior em relação a seus jogadores. Ciente do que o Timão já pode fazer dentro de campo, Tite agora tem como missão preparar a equipe para o duelo contra o Cobresal, no Chile, na próxima quarta-feira, pela Libertadores.

"Surpreende sim, os resultados, mas surpreende antes o desempenho. Eu não imaginava. E falei isso pros atletas porque lá na Flórida eu, o Edu Gaspar, o Fábio colocamos os atletas num nível de competição e técnica impressionante. A saída do Gil comoveu todo mundo, mas eles nos regataram pra qualidade do trabalho, eles puxaram pra junto. O nível de desempenho está acima do que imaginava, mas eles estão ferrados comigo. Eu vou cobrar mais", afirmou o comandante alvinegro.

Ainda sobre a intensidade demonstrada pelo Corinthians no Majestoso desse domingo, Tite afirmou que seus jogadores se desgastaram fisicamente. Lucca, Giovanni Augusto, Maycon e Rodriguinho foram citados pelo treinador.

"Do Arana, eu fiquei na dúvida. Tinha o Giovanni Augusto no lado direito pedindo pra sair, o Maycon sentindo o ritmo, o Rodriguinho também. O Lucca mexeu os dois lados direitos dele, atacante pelo lado direito e lateral. Tentei passar primeiro uma instrução técnica. Qual é a instrução? Mantém o setor e deixa de ter transições. Foi isso que falei pro Maycon, ele conseguiu ficar mais uns cinco, dez minutos. Depois tirei o Giovanni. Foi por isso", explicou.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes