Irmão de Romero 'peita' torcida do próprio clube e dá exemplo de civilidade na Libertadores

Irmão de Romero 'peita' torcida do próprio clube e dá exemplo de civilidade na Libertadores

Oscar Romero é jogador do Racing, da Argentina

Oscar Romero é jogador do Racing, da Argentina

Foto: Site oficial do Racing

Irmão gêmeo do corintiano Ángel Romero, Oscar Romero deu um belo exemplo na última quarta-feira, em jogo válido pela Libertadores. O jogador do Racing, da Argentina, "peitou" a torcida do próprio clube em combate a cantos xenófobos que estavam sendo entoados durante partida contra o Bolívar, da Bolívia, pela Libertadores.

Parte da torcida argentina cantava uma música que ofende bolivianos e paraguaios. O cântico, na verdade, é uma referência da torcida do Racing aos fãs do Boca Juniors. Na Argentina, estima-se que boa parte dos imigrantes (dos quais paraguaios e bolivianos são maioria) torcem para o Boca.

Durante o cântico, Oscar ficou claramente irritado, se dirigiu à torcida e colocou o dedo em riste em frente à boca pedindo silêncio. O restante dos torcedores presente no estádio do Racing aplaudiu o gesto do jogador.

Vale lembrar que Oscar Romero foi sondado pelo Corinthians em 2014, pouco após Ángel ser contratado. O paraguaio então recém-chegado ao Timão fez lobby pelo irmão, mas a diretoria alvinegra não chegou a um acordo com o Cerro Porteño, que acabou negociando o atleta ao Racing.

Veja Mais:

  • Jô demonstrou desgaste no fim do jogo contra o Fluminense

    Desgaste e chance de lesão podem fazer Corinthians não ter até seis titulares contra o Patriotas

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians volta à Arena na próxima quarta-feira

    Corinthians atualiza parcial de ingressos contra Patriotas e faz desafio à Fiel

    ver detalhes
  • Cavalinho do Corinthians lidera corrida do programa Fantástico

    Cavalinho do Corinthians 'quebra protocolo' e se apaixona por Fernanda Gentil no Fantástico

    ver detalhes
  • Romero em ação contra o Fluminense, no Maracanã

    Romero será reavaliado pelo departamento médico do Corinthians; outros preocupam

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes