Tite recusa rótulo para equipe e defende: 'Errem, mas tentem'

Tite recusa rótulo para equipe e defende: 'Errem, mas tentem'

Por Meu Timão

4.2 mil visualizações 54 comentários Comunicar erro

Tite defende os erros desde que eles sejam cometidos da 'maneira certa'

Tite defende os erros desde que eles sejam cometidos da 'maneira certa'

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians venceu o Santa Fe, nesta quarta-feira, e manteve a invencibilidade na temporada, porém em campo novamente deu sinais de falta de entrosamento – normal para uma equipe que passou por uma grande reformulação. Após o triunfo, ao ser questionado sobre a forma como a equipe jogou, Tite descartou rótulos e fez uma análise sobre a partida.

“Pragmático não é o termo, não é o que eu vi e não é o que eu considero. O que eu vi foi um jogo muito difícil, uma equipe campeã sul-americana, um grau de competitividade muito alto e leal. Muito contato físico não dá, nós ficávamos concentrados pra situações de supostas faltas, seguir. No último terço do campo falta a combinação melhor. A finalização mais precisa, o domínio mais preciso, esse faltou. E não dar oportunidades ao adversário. No primeiro tempo ele não finalizou nenhuma. Mas também tem méritos nas bolas paradas”, disse o treinador, destacando as qualidades dos colombianos.

O Corinthians balançou as redes com Guilherme, que aproveitou bom cruzamento de Rodriguinho. Antes, a equipe havia criado outras oportunidades, mas todas sem sucesso. Para o treinador, o erro não só é normal, como devem acontecer.

“O erro é do jogo. Só quero que eles continuem tentando. Só iríamos vencer com triangulações e infiltrações. Aconteceu no segundo tempo, nessa troca de passes, nessa bola que o Rodriguinho poderia finalizar, esperou um pouquinho, deu mais um passo, cruzou e encontrou o Guilherme. Errem, mas tentem no último terço do campo", explicou.

Tite também comentou sobre o gol de Guilherme. Curiosamente, o treinador havia pedido para o meia treinar cabeceios após perder uma boa oportunidade no último jogo.

"A responsabilidade e a adrenalina de ser técnico de um clube grande é muito forte. Tem de ter um pouquinho de alegria também. No outro jogo ele errou o cabeceio. Peguei ele no treinamento e falei para ele treinar cabeceio. E aí aconteceu", concluiu o técnico, ainda invicto nesta temporada.

Veja Mais:

  • Léo Príncipe está de saída do Corinthians por empréstimo ao futebol francês

    Corinthians encaminha empréstimo de Léo Príncipe a clube da segunda divisão francesa

    ver detalhes
  • Após férias, Loss agora terá período de treinos para ajustar o time do Corinthians

    Reapresentação, futebol feminino e categorias de base: os compromissos do Corinthians na semana

    ver detalhes
  • Jonathas está na mira do Corinthians; atacante está no Hannover, da Alemanha

    Uma contratação, uma baixa e duas negociações: como se reapresenta o Corinthians pós-folga

    ver detalhes
  • Jadson foi um dos escolhidos por Fagner para sua seleção ideal de companheiros e ex-companheiros

    Com maioria do Corinthians, Fagner monta seleção de melhores jogadores com quem já atuou

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes