Tite promete 'força máxima' dentro da disponibilidade física dos atletas

Tite promete 'força máxima' dentro da disponibilidade física dos atletas

Por Meu Timão

Tite espera ter uma avaliação mais precisa dos atletas para definir equipe que enfrentará o Santos no domingo

Tite espera ter uma avaliação mais precisa dos atletas para definir equipe que enfrentará o Santos no domingo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Na quinta-feira, os jogadores que foram titulares contra o Santa Fe fizeram um trabalho na academia no CT Joaquim Grava. Nesta sexta, eles foram a campo, mas também não trabalharam com bola. A dois dias do clássico contra o Santos, Tite espera uma análise mais precisa da comissão técnica para definir a equipe, porém já afirmou que optará por "força máxima" dentro do que for possível.

"Eu vou definir a equipe amanha. Vou levar em consideração dados do departamento médio, físico e da fisiologia. A força vai ser máxima dento da disponibilidade entre os atletas que não correm risco de lesão", disse o treinador.

Ao ser questionado se iria poupar algum jogar a partida contra o Cerro Porteño, válida pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, na próxima quarta-feira, Tite disse que outros jogadores podem ser opção, porém fez questão de ressaltar que o termo "poupar" não é o mais correto a ser utilizado.

"Eu só tenho o cuidado de usar o adjetivo correto porque poupar parece que privilegia alguém. Eu não privilegio ninguém, eu julgo o momento. Em contrapartida, não poupar, mas concorrer. Vai concorrer. Aqueles que não tiveram as condições ideais vão ter outra oportunidade de concorrer. Nesse aspecto serve pra isso", explicou.

O treinados, aliás, aproveitou para mais criticar o calendário, que mantém as equipes com muitas partidas em um curto intervalo de tempo, dando ainda uma sugestão para os próximos anos.

"Não é o ideal. Sei que há sorteio, mas entendo que no ano que vem as equipes da Libertadores deveriam poder trocar datas para não ter clássicos. É campeonato à parte. Não dá para baixar guarda. Isso é ruim para nós. Mas nos dá chance de forjar o grupo todo", pontuou o comandante.

Palavra do especialista - Quem também participou da entrevista coletiva nesta sexta-feira foi o fisiologista Antônio Carlos Fedato. Explicando melhor sobre a condição dos atletas, Fedato destacou a importância de avaliar bem cada jogador para preveni-los de lesões.

"Para muitos atletas será o quarto ou quinto seguido. Temos de avaliar o estado do atleta. Não adianta expor o atleta para uma condição imprópria. Levamos tudo em consideração. Com jogo quarta e domingo a recuperação é muito curta. Geralmente ele não vai recuperado na quarta. E esse acumulo vai aumentando o risco de lesão cada vez mais", afirmou o fisiologista, confirmando que ainda não há nenhum jogador completamente descartado do clássico de domingo.

"Não tem nenhum atleta fora. Fora teria se tivesse algum tipo de lesão. Não tivemos nenhum problema grave de lesão ou coisa parecida. O que a gente tem é um jogo que foi pesado, hoje a maioria dos atletas não recuperaram. Mas temos até domingo, então amanhã temos mais informações para fazer mais leituras e fazer uma projeção. Aí sim essa informações vão ser passadas para o Tite para ver qual é o melhor time", concluiu.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes