Com Santos no 'passado', Cássio foca em Cerro: 'Vai ser complicado'

Com Santos no 'passado', Cássio foca em Cerro: 'Vai ser complicado'

Por Meu Timão

Cássio rechaçou o aumento de pressão sobre os jogadores poupados

Cássio rechaçou o aumento de pressão sobre os jogadores poupados

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Após a primeira derrota do Corinthians na temporada, o goleiro Cássio já preferiu virar a chave, deixar o Santos no passado e focar no duelo contra o Cerro Porteño pela Libertadores. Em coletiva nesta segunda-feira, o camisa 12 projetou o confronto desta quarta-feira. Ao falar do clube paraguaio, o goleiro pregou respeito ao adversário.

"O Santos foi esquecido já ontem, perdeu. Agora é pensar no próximo jogo, que será difícil contra o Cerro, lá, vai ser complicado", exclamou o goleiro.

"Vamos começar a receber hoje o material deles, estávamos com a cabeça no Santos. Fora de casa, na Libertadores, é complicado. Teve um jogo dificílimo contra o Cobresal, o Cerro é bem conhecido na América do Sul. Temos de ter muito cuidado, mas vamos com o intuito de buscar os três pontos", completou o jogador.

Apesar de estar na liderança do grupo 8 da Libertadores, o atleta corinthiano acentuou a classificação para a próxima fase, independente da colocação, como o mais importante no momento.

"Acho que se a gente conseguir vencer, nosso intuito claro é sempre classificar. depois buscamos classificações melhores´para decidir em casa", confessou Cássio.

No confronto do último final de semana, contra o Santos, o técnico Tite poupou vários atletas - Guilherme, Giovanni Augusto, Rodriguinho, Felipe e Uendel. O goleiro Cássio rechaçou que a pressão da torcida por uma vitória deve aumentar na próxima quarta-feira, e confirmou que os atletas poupados permaneceram treinando durante a "folga".

"Não é porque teve folga que os jogadores não treinaram. Acho que vão estar mais descansados e a cobrança vai ser igual. O Tite vai decidir e mesmo quem jogou tem que tentar dar o seu melhor", disse o goleiro.

"Estamos tendo muitos jogadores poupados. Com o decorrer do tempo, podemos trabalhar melhor a parte tática. Estamos adaptados ao 4-1-4-1, mas pode mudar um pouco quando todos entenderem totalmente como funciona. Acho que a adaptação será a longo prazo", finalizou Cássio.

Veja Mais:

  • Jadson vestiu a camisa 10 do Corinthians durante o hexa brasileiro

    Clube chinês libera Jadson, que fica livre para negociar retorno ao Corinthians

    ver detalhes
  • Com Pedrinho, Timão tenta chegar aos oito melhores da Copinha

    Corinthians decide vaga às quartas da Copinha contra o Internacional

    ver detalhes
  • Com Fellipe Bastos, elenco do Corinthians está pronto para viajar rumo aos Estados Unidos

    Com reforços e sem atacante, Corinthians divulga relacionados para viagem aos EUA

    ver detalhes
  • Corinthians estreia na quarta-feira

    Corinthians conhece adversário do primeiro confronto pela Florida Cup

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes