Jogadores falam sobre arbitragem e lamentam: 'Poderíamos ganhar o jogo'

Jogadores falam sobre arbitragem e lamentam: 'Poderíamos ganhar o jogo'

Por Meu Timão

Felipe reclamou da arbitragem na partida contra o Cerro Porteño

Felipe reclamou da arbitragem na partida contra o Cerro Porteño

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Os jogadores do Corinthians desembarcaram na manhã desta quinta-feira no Aeroporto de Guarulhos após a derrota no Paraguai para o Cerro Porteño. Ainda no saguão do aeroporto, os atletas voltaram a reclamar da arbitragem da partida.

O zagueiro Felipe afirmou que o Timão foi prejudicado pelas decisões do árbitro Diego Haro.

"O time vinha jogando bem, aí teve duas expulsões que eu achei que não foram. Isso cabe a eles verem o que eles erraram, mas acabou prejudicando a nossa equipe", declarou o zagueiro, ao canal ESPN.

Outro que voltou a falar sobre a partida foi o meia Rodriguinho. Depois de explicar os seus cartões e sua expulsão, o jogador disse que a equipe retornou ao Brasil com um sentimento de que poderia ter ganho a partida.

"A equipe jogou muito bem o primeiro tempo, depois tivemos a desatenção, tomamos o gol, logo em seguida a expulsão (do André) que complicou um pouco, depois a minha, que complicou ainda mais", detalhou o atleta.

"Fica um sentimento de que a gente poderia ganhar o jogo e, infelizmente, voltamos com um resultado negativo", finalizou.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes