Tite nega vantagem física e ressalta importância da marcação no clássico

Tite nega vantagem física e ressalta importância da marcação no clássico

Por Meu Timão

Em entrevista coletiva, Tite analisou a derrota para o Palmeiras fora de casa

Em entrevista coletiva, Tite analisou a derrota para o Palmeiras fora de casa

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Tite teve de responder a uma série de questionamentos após a derrota do Corinthians por 1 a 0 para o Palmeiras, na tarde deste domingo, no Pacaembu. Um deles, no entanto, chamou a atenção do treinador alvinegro: a condição física dos atletas do Timão, que tiveram um dia a mais de descanso para entrar em campo no Derby.

Especulava-se que o Corinthians teria vantagem sobre o arquirrival por ter jogado apenas na quarta-feira, contra a Ponte Preta, na Arena. O Palmeiras, por sua vez, enfrentou o Rio Claro na quinta, fato até lamentado por Tite e Cuca, treinadores das duas equipes, nos dias que antecederam o embate no Pacaembu.

Para o comandante do Timão, porém, o estado físico dos jogadores não foi determinante para o resultado da partida. “Primeiro, não acredito que um corre por dois e nem que alguém dê mais que 100% (risos). Isso são clichês. Você pode é se mobilizar para uma situação. Mas não vejo nisso. Se fôssemos negligentes na marcação no primeiro tempo, o Palmeiras teria criado. E não criou”, explicou.

Na avaliação de parte da crítica esportiva, o Corinthians “tirou o pé” no primeiro tempo e guardou forças para o período complementar, quando o time da Barra Funda estaria teoricamente mais desgastado. “Foi um jogo em que os aspectos de marcação suplantaram as organizações e criações das duas equipes. Estou tentando lembrar chances dos dois lados no primeiro tempo e não estou encontrando”, disse.

Além disso, Tite explicou as substituições que realizou no segundo tempo – saíram Elias, Guilherme e Lucca para a entrada de Maycon, Ángel Romero e Danilo, respectivamente. “Eu tinha dúvida se eu tirava o Elias no intervalo ou não. O departamento físico avisou: ‘Se passar mais do que 15 minutos pode estourar’”, revelou.

“Depois, botar velocidade no lado, como os meias eram dois jogadores agudos, digo: ‘Vamos procurar sair da zona de conforto dos laterais. A equipe adquiriu essa velocidade, vai adquirindo essas construções, dá pra jogar com dois beiras de velocidade”, afirmou o professor corinthiano.

“Duro perder um clássico, méritos para equipe do Palmeiras. Estou analisando o jogo e não tirando méritos do Palmeiras. Normal em um processo de desenvolvimento do time um jogo em que o time é melhor num tempo, pior no outro e tem um resultado negativo”.

Outro assunto abordado na entrevista coletiva de Tite foi a declaração de Elias sobre o estado do gramado do Pacaembu – no intervalo do clássico, o camisa 7 lamentou o campo seco do estádio e afirmou que a condição da grama prejudicou o futebol do Corinthians, líder do ranking geral do Campeonato Paulista com 10 vitórias, dois empates e duas derrotas.

“Esse aspecto que eles (jogadores) devem ter tido foi uma referência, mas não como uma justificativa. Nós treinamos aqui ontem (sexta), a gente sabia. É um aspecto que tira a velocidade do jogo, mas nada que considerasse. O gol foi mérito deles, do Dudu, na batida da falta o Zé Roberto, em vez de ‘casquinhar’, ela (a bola) subiu. Foi um lance bem atípico”, finalizou.

A partir desta segunda-feira, o Corinthians “vira a chave” e volta suas atenções para a disputa da Copa Libertadores da América. Na próxima quarta, o Timão visita o Independiente Santa Fe (COL), às 21h45 (horário de Brasília), no estádio El Campín, em Bogotá, pela quinta e penúltima rodada da fase de grupos.

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes