Uendel diz que medo ajudou o Corinthians a vencer o Red Bull

Uendel diz que medo ajudou o Corinthians a vencer o Red Bull

Por Meu Timão

Uendel ressaltou importância do medo na partida deste sábado

Uendel ressaltou importância do medo na partida deste sábado

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Apesar do placar elástico de 4 a 0 contra o Red Bull Brasil, o lateral-esquerdo Uendel assumiu que o Corinthians teve medo de enfrentar a equipe de Campinas antes da partida.

O lateral contou que foi justamente esse medo que ajudou a equipe a entrar em campo e mostrar superioridade durante toda a partida.

"Foi um jogo em que a gente se preparou muito. Eu até estava comentando com o Diego Sacoman que a gente fez vitória porque a gente tinha medo. Não é um medo que assusta, é um medo que prepara. A gente viu vídeos deles desde segunda-feira, a gente fez dever de casa para chegar hoje e botar tudo em prática", afirmou.

O Red Bull Brasil tinha feito uma boa campanha na primeira fase, com destaque para o fato de não ter perdido para nenhum dos times grandes - Palmeiras, Santos e São Paulo.

Na Arena Corinthians, porém, a história foi diferente e o Timão garantiu a classificação para a semifinal do Paulistão. O adversário ainda depende do resultado dos outros dois jogos da competição.

Veja Mais:

  • Atlético-PR e Coritiba preferiram não realizar a partida e enfrentaram o modelo tradicional do futebol

    Unidos, rivais peitam a Globo e acabam barrados pela Federação Paranaense

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade pode ser afastado nesta segunda-feira

    Linha do tempo, bastidores e opiniões de conselheiros: tudo sobre o impeachment no Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians terminou a quarta rodada como líder do Grupo A

    Líder do Grupo A, Corinthians termina rodada um ponto atrás do líder geral

    ver detalhes
  • Fábio Carille comandou Corinthians em mais uma vitória, desta vez contra o Audax

    Passadas quatro rodadas, só um time tem aproveitamento melhor que Corinthians no Paulistão-2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes