Refugiados visitam CT e ganham autógrafos de jogadores do Timão

Refugiados visitam CT e ganham autógrafos de jogadores do Timão

Por Meu Timão

O técnico Tite foi um dos mais prestigiados pelo grupo no encontro

O técnico Tite foi um dos mais prestigiados pelo grupo no encontro

Foto: Agência Corinthians

A ação beneficente incentivada pelo Corinthians ao grupo de refugiados presentes no Brasil teve sequência no final desta semana. Depois de acompanharem a partida contra o Red Bull na Arena, os estrangeiros tiveram a oportunidade de conhecer o CT Joaquim Grava e ver de perto os jogadores do elenco alvinegro na manhã deste sábado.

No Centro de Treinamento Joaquim Grava, os refugiados interagiram com os atletas do Timão, ganharam autógrafos e puderam tirar fotos com os atletas.

A comoção tomou conta dos jogadores e funcionários do Corinthians. Em sua maioria, crianças, os refugiados transformaram um dia de treinamento normal, em um ambiente repleto de harmonia e carinho. A ação faz parte do Projeto “Time do Povo”, que proporciona a jovens e crianças carentes um dia de para conhecer as principais áreas do clube.

O cadastro para benefícios é feito através de e-mail e tem os menores carentes como alvo principal. As visitas no clube permitem o acesso ao memorial do Corinthians, eventos, treinamentos no CT, além da entrada aos jogos.

Veja Mais:

  • Carille comandou o treino do Corinthians deste sábado, no CT Joaquim Grava

    Pablo treina, e Carille define escalação do Corinthians contra o Atlético-GO

    ver detalhes
  • Clayson foi relacionado pela primeira vez no Corinthians

    Com estreia de Clayson e Pablo, Corinthians relaciona 22 contra Atlético-GO

    ver detalhes
  • Roberto (à esq.) está pessimista por negócio com Cicinho

    Roberto de Andrade esclarece especulações, vê Cicinho distante e abre o jogo sobre Nenê

    ver detalhes
  • Nenê foi oferecido nos últimos dias para a diretoria do Corinthians

    Nenê é oferecido ao Corinthians; até troca com dois jogadores alvinegros é sugerida

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes