Campeões Sub-17 valorizam amizade do elenco e projetam chance no profissional

Campeões Sub-17 valorizam amizade do elenco e projetam chance no profissional

Por Meu Timão

Zagueiro Antônio Guilherme comemora gol contra o Sport, o primeiro do Timão no Pacaembu

Zagueiro Antônio Guilherme comemora gol contra o Sport, o primeiro do Timão no Pacaembu

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O Corinthians se sagrou campeão inédito da Copa do Brasil Sub-17 nesta terça-feira à noite. Com gols do zagueiro Antônio Guilherme e do atacante Vitinho, o Timão derrotou o Sport por 2 a 0 no Pacaembu e, como empatara o primeiro duelo da decisão em 2 a 2, ergueu o troféu da competição de base pela primeira vez em sua história.

Após o apito final, os jogadores do elenco alvinegro festejaram a conquista da taça e evidenciaram característica semelhante à da equipe profissional do Corinthians. Já com a medalha de ouro no peito, o meio-campista Felipe ressaltou o elo de confiança entre os jogadores do grupo campeão.

“Com certeza foi a amizade. A amizade de cada um aqui dentro é uma coisa que não se compara com qualquer outra equipe em que já joguei. Pode ser comparar com a do ano passado em que joguei a Taça BH. Amizade é sempre o ponto forte da nossa corrente”, enalteceu o volante, que teve discurso parecido com do zagueiro Franklin.

“Amizade, amizade dentro e fora do campo. A gente está junto há muito tempo, desde o Sub-12 estamos juntos”, revelou o defensor, um dos destaques do triunfo corinthiano e apontado como promessa das divisões de base do Parque São Jorge.

Entre um grito de comemoração e outro, os garotos do Timão não esconderam o sonho de, um dia, defender a equipe profissional. Ainda assim, para o técnico Márcio Zanardi, que também levou o Sub-17 ao título mundial da categoria e da Taça BH em 2015, é preciso ter cuidado na lapidação de novos talentos.

“Na verdade tem que tomar cuidado, eles são novos. Não é fácil chegar no profissional e jogar. Eles precisam passar pelo Sub-20. Eu sei que eles vão subir com o tempo, não é fácil essa integração. Nosso trabalho é formar, formar atacantes, formar meias, voltar a dar alegrias ao futebol brasileiro. Em nenhum momento demos chutão. Nós temos que pensar na formação sempre”, explicou o comandante.

Confira o que disseram os jogadores do Corinthians após a conquista da Copa do Brasil Sub-17

Goleiro Diego

A gente batalhou muito pra chegar aqui, muito trabalho de domingo a domingo. Esse título foi dedicado ao meu avô, minha tia e meu outro avô.

Antônio Guilherme

Vivi um momento difícil agora no final do ano, muitas lesões e pude voltar no jogo em Recife. Pude contribuir com o gol, honra e glória a Deus, esse grupo é merecedor.

Fabricio Oya

Esse título é um título único, título inédito. Esse seria meu último ano (no Sub-17), então mais do que esse título seria dar isso tudo pra eles. Olha isso aqui? (torcida) Esse título é pra eles!

Pode esperar muita raça, muita técnica e se Deus quiser vou dar muita alegria pra vocês.

Roni

Eu acho que tá passando (na minha cabeça) todo o período em que fiquei lesionado. Com nove meses eu fiz meu primeiro jogo, estava me preparando pra outro jogo. Graças a Deus, ao Doutor Joaquim Grava, ao Ivan, eles me preparam pro jogo. Estou muito emocionado, quero agradecer à minha família e ao Corinthians.

Vitinho

Muita emoção mesmo, sempre vinha com meu pai ao Pacaembu. Sempre tive o prazer de jogar nesse clube e tive a oportunidade de fazer o gol. Ficava ali na Gaviões. Hoje eu tive o prazer de jogar aqui.

Carlos

Um campeonato muito forte, muita batalha. Esse momento é inesquecível, vou levar pra sempre na minha carreira. Não tenho nem o que falar, é só curtir.

Bilu

Já (fui campeão antes), título mundial no ano passado, Taça BH. Mas foi inédito, né? Foi uma campanha boa, o time estava focado desde o começo do campeonato, unido. E graças a deus o time foi campeão. Imagina lotado isso aqui? (risos) A torcida ajudou bastante, não parava de cantar. Graças a Deus fomos campeões.

Lucas

Lá na casa dele eles tinham que vir um pouco mais pra cima, mas a gente não se abateu. Graças a Deus saímos com a vitória aqui, treinamos muito, voltamos de férias antecipadas. Graças a Deus fomos campeões.

Caio

Eu não me preocupei muito (com artilharia), me preocupei com o time. Mas aconteceu.

Quero me profissionalizar aqui no Corinthians, espero isso e estou me preparando pra isso.

Felipe

A gente joga todos (os torneios) pra ganhar, todos pra vencer, tanto é que na maioria a gente chega na final. É importante, o Corinthians forma jogadores pra ser campeões. De todo esse tempo que estou no Corinthians foram várias finais. Importante ter jogado na Ilha do Retiro com o jogo lotado.

Zé Gabriel

Nosso grupo é um grupo muito unido, muito amigo. A proximidade é o que faz a diferença. O principal título é o título coletivo. O Corinthians nunca tinha chegado entre os quatro melhores e agora fomos campeões.

Veja Mais:

  • Farfán foi companheiro de Guerrero na seleção do Peru

    Jornalista revela interesse do Corinthians em atacante peruano

    ver detalhes
  • Camisa a ser usada pelo Corinthians contra o Cruzeiro tem escudo da Chapecoense

    Em ação no Twitter, Corinthians exibe uniforme em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Equipe feminina do Timão foi ao CT Joaquim Grava no início de novembro

    Corinthians renova parceria com Audax e confirma equipe feminina para 2017

    ver detalhes
  • Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes