Diretor do Timão abre o jogo sobre contratações e questiona críticas

Diretor do Timão abre o jogo sobre contratações e questiona críticas

Por Meu Timão

Roberto de Andrade, à esquerda, e Eduardo Ferreira não parecem dispostos a gastar muito para reforçar o elenco no segundo semestre

Roberto de Andrade, à esquerda, e Eduardo Ferreira não parecem dispostos a gastar muito para reforçar o elenco no segundo semestre

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O diretor adjunto de futebol do Corinthians, Eduardo Ferreira, abriu o jogo sobre as intenções do clube no quesito reforço para a janela de transferências do meio do ano. Em entrevista concedida ao portal Globoesporte.com, o dirigente deu a entender que a diretoria não pretende buscar grandes nomes no mercado, sinalizou que há satisfação com o atual elenco e sugeriu apenas contratações como "oportunidades de mercado".

"Sabemos que temos uma qualidade muito boa no grupo. Pode aparecer alguma coisa? Pode. Mas depende do mercado. Não estamos em condição de gastar. Temos um grupo bom, mas estamos de olho em oportunidades de mercado. Contratamos jogadores caros, mas não adianta querer formar time de estrelas", declarou o dirigente.

Ao ser questionado sobre a viabilidade de o Corinthians contratar um jogador com status de estrela para o segundo semestre, Ferreira negou e já desconversou, valorizando o grupo alvinegro. Aqui o dirigente aproveitou para questionar as críticas que classificaram o Timão como "bosta" após eliminações no Paulistão e na Libertadores e agora o colocam como "maravilha" na condição de líder do Campeonato Brasileiro.

"Acho difícil (contratar estrelas), infelizmente. Há dez dias, nosso elenco era uma bosta, brigaria lá em baixo, uma confusão, estavam pedindo a cabeça do diretor de futebol, que ele era inexperiente. Agora, é tudo uma maravilha, está tudo ótimo. Sabemos que temos uma qualidade muito boa no grupo. Pode aparecer alguma coisa? Pode. Mas depende do mercado. Não estamos em condição de gastar", explicou.

A única negociação que a diretoria admite publicamente é a do zagueiro Felipe, encaminhado com o Porto, de Portugal. Portanto, não seria de se estranhar que a prioridade no mercado seria buscar um zagueiro. Ferreira, contudo, não mostrou-se muito preocupado.

"Estamos muito contentes com nossos zagueiros. Temos Yago, Vilson, Balbuena...o Pedro Henrique jogou pela primeira vez agora e foi muito bem. Temos o Léo Santos, do sub-17, que vem participando da seleção de base. Ele é um baita zagueiro. Lógico, vamos ficar mais atentos no mercado. Mas hoje não tem nenhum nome encaminhado", contou.

Por fim, o diretor também se posicionou a respeito da possibilidade de contratação de um atacante. Tite entende que, mesmo com a permanência, de André, é necessário um jogador de movimentação para atuar à frente, nos moldes do que Vagner Love fazia em 2015.

"Aqui falamos de dois centroavantes diariamente: Luciano e André, mais nada. O Corinthians está aberto todos os dias do ano para boas oportunidades de mercado. Não estamos focados em centroavantes. Luciano vem de contusão, está evoluindo. André está dando a volta por cima. O time vai crescer cada vez mais", opinou Ferreira.

Veja Mais:

  • Alan Mineiro gostaria de permanecer no Corinthians, mas não está nos planos do clube

    Alan Mineiro deve ser vendido pelo Corinthians e disputar a Série B em 2017

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes
  • Diversos torcedores não conseguiram efetuar a troca de ingressos

    Com fila absurda e nova confusão, torcida do Corinthians esgota ingressos para final da LNF

    ver detalhes
  • Oswaldo negou que seus treinos sejam repetitivos

    Oswaldo volta a sinalizar escalação do Corinthians em coletivo e explica semana de treinos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes