Demitido do Corinthians por escândalo da base, Barrozo se junta a amigo de Andrés em clube parceiro

Demitido do Corinthians por escândalo da base, Barrozo se junta a amigo de Andrés em clube parceiro

Por Meu Timão

Niki (à esquerda) e Barrozo sentados lado a lado.  O empresário estadunidense denunciou esquema do qual o ex-gerente corinthiano supostamente fazia parte

Niki (à esquerda) e Barrozo sentados lado a lado. O empresário estadunidense denunciou esquema do qual o ex-gerente corinthiano supostamente fazia parte

Foto: Acervo pessoal

O "caso Alyson" se tornou público no noticiário do Corinthians há mais de dois meses, mas segue tendo desdobramentos para lá de curiosos – ou melhor, suspeitos. De acordo com reportagem publicada pelo portal Uol nesta segunda-feira, Fábio Barrozo, ex-gerente da base alvinegra, agora trabalha para um amigo de Andrés Sanchez no Tigres-RJ, clube parceiro do Timão na gestão do presidente Roberto de Andrade.

Fábio Barrozo foi demitido do Corinthians por conta de um escândalo de desvio de dinheiro denunciado pelo empresário estadunidense Helmut Niki Apaza. Três meses após deixar o Timão, ele assumiu cargo de diretor executivo no Tigres-RJ. Seu chefe no clube carioca é o deputado Washington Reis, sócio da agremiação e amigo de Andrés Sanchez em Brasília.

Chama atenção o fato de Barrozo, no Tigres-RJ, estar usando o sobrenome Araújo. Fábio, independentemente do sobrenome, se negou a dar entrevista para falar sobre o assunto. O ex-gerente da base corinthiana alegou que precisaria de autorização da assessoria de imprensa do Tigres-RJ para se dirigir a veículos de comunicação.

Já Andrés Sanchez, em contato ao Uol, negou ter indicado Barrozo ao amigo Washington Reis. "Não fui consultado e nem tenho que ser. Lá é uma empresa", disse o ex-presidente do Corinthians.

Vale lembrar que Sanchez é também bastante próximo do conselheiro Manoel Evangelista (o Mané da Carne), que, assim como Barozo, está sendo investigado por envolvimento no "caso Alyson". Tal conselheiro esteve inclusive em uma reunião na casa do ex-presidente, no mês passado, para discutir assuntos ligados à chapa Renovação & Transparência, que está à frente do Corinthians desde 2007 e tem Sanchez como principal articulador.

Veja Mais:

  • Guilherme Arana disputará Sul-Americano no Equador

    Corinthianos são convocados para Sul-Americano Sub-20; Jabá fica fora

    ver detalhes
  • Moisés, de 21 anos, foi um dos destaques do Bahia em 2016

    Destaque do Bahia, lateral faz parte dos planos do Corinthians para 2017

    ver detalhes
  • Internacional foi alvo de gafe da Fifa

    Fifa comete gafe, troca escudo do Internacional e põe foto do Corinthians no lugar

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    [Teleco] Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes