Após sofrer golpe de ex-empresário, Luciano desfalca treino

Após sofrer golpe de ex-empresário, Luciano desfalca treino

Para compensar ausência na atividade da tarde, Luciano treinou no Timão pela manhã

Para compensar ausência na atividade da tarde, Luciano treinou no Timão pela manhã

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O atacante Luciano não participou do treinamento do Corinthians na tarde desta quarta-feira, fechado para a imprensa. Por conta de problemas particulares, o jogador compareceu ao CT Joaquim Grava no período da manhã e realizou trabalhos específicos. A informação é do GloboEsporte.com.

Desde o início dos Jogos Pan-Americanos de 2015, Luciano era representado pelo empresário Wesley de Moura Lima, dono da PH4 Sports. O agente utilizou o nome do atleta corinthiano para realizar financiamentos bancários. Segundo a publicação, o montante total gira em torno de R$ 900 mil.

Wesley usava o nome falso Marcos Ferreira dos Santos enquanto prestava serviços a Luciano. Recentemente, o empresário foi preso em ação conjunta da Polícia Federal com a Interpol. A partir do episódio, o atacante do Timão passou a ser representado por Nilson Moura, cuja empresa na qual trabalha agencia a carreira do lateral-esquerdo Guilherme Arana e do meia Alan Mineiro, ambos vinculados ao clube alvinegro – o último segue emprestado ao América-MG.

Em agosto do ano passado, Luciano teve uma ruptura no ligamento cruzado anterior e outra no menisco do joelho direito durante o clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, pelas oitavas de final da Copa do Brasil 2015. A lesão ocorreu no momento em que ele começava a se firmar entre os titulares e vinha de cinco gols em quatro partidas.

Sob o comando do técnico Cristóvão Borges, o atacante segue na condição de reserva. Apesar do problema, o atleta deve estar à disposição para o confronto diante do Internacional do próximo domingo, às 16h (de Brasília), no estádio Beira-Rio, pela 17ª rodada do Brasileirão.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes