Corinthians quer reencontrar vitória e impedir reação do Internacional em Porto Alegre

Corinthians quer reencontrar vitória e impedir reação do Internacional em Porto Alegre

Por Meu Timão

O gaúcho Marquinhos Gabriel vai rever o time que o revelou

O gaúcho Marquinhos Gabriel vai rever o time que o revelou

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O Corinthians não fez o que dele se esperava nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, ficando apenas no empate em casa com São Paulo e Figueirense. Em visita ao Internacional, a partir das 16h (de Brasília) deste domingo, a equipe alvinegra tentará recuperar ao menos parte dos pontos perdidos em Itaquera.

Para cumprir o objetivo, o time dirigido por Cristóvão Borges terá de impedir a reação do adversário, que vive uma sequência de oito partidas sem vitória. Na tentativa de frear o mau momento colorado, o técnico Paulo Roberto Falcão promoverá a estreia do atacante Nico López, carrasco do Timão na última Copa Libertadores com a camisa do Nacional-URU.

“Você pode errar tudo, menos perder a naturalidade e jogar sem alegria”, disse Falcão, apostando em um astral melhor dos atletas, que ganharam apoio dos torcedores no treinamento de sábado. “Nós nos preparamos muito bem, a semana foi muito boa. O emocional melhorou. Espero que tenhamos um acréscimo na qualidade do jogo.”

O comandante escondeu o jogo, e as dúvidas estão nas laterais. Na esquerda, brigam Geferson e Artur. Na direita, Rak e Paulo Cezar Magalhães são os jogadores da posição, mas existe também a possibilidade de improvisação do zagueiro Ernando. Nesse caso, Leandro Almeida entraria no miolo da defesa.

Do lado alvinegro, não há dúvidas em relação aos nomes. Fagner, de volta de suspensão, e Elias, em melhor forma após período de afastamento, foram escalados nas vagas antes ocupadas por Léo Príncipe e Rodriguinho. O que não está claro é a formação tática a ser adotada no Rio Grande do Sul.

As indicações apontam que o 4-2-3-1 será deixado de lado. A hipótese mais provável é que Giovanni Augusto volte a atuar onde se saiu melhor, armando a partir da direita, com Marquinhos Gabriel na esquerda. Romero se aproximaria de André no 4-4-2 imaginado por Cristóvão Borges.

“Temos uma série parecida com a que tivemos quando eu cheguei. De quatro jogos, três serão fora. Não tem jeito. Será um jogo duro, difícil, em Porto Alegre”, disse o baiano, procurando demonstrar otimismo. “Em 16 jogos, nosso time só não marcou em dois. E a equipe tem potencial para mais. Cabe mais.”

Se o otimismo se justificar, o Corinthians poderá terminar o domingo e a 17a rodada na liderança do Campeonato Brasileiro. Para tomar a primeira colocação do Palmeiras, a formação do Parque São Jorge precisa vencer o Internacional – que está no meio da tabela – e contar com uma derrota do arquirrival para o Botafogo, no Rio de Janeiro.

Veja Mais:

  • Alan Santos tem conversas avançadas com Corinthians

    Corinthians negocia contratação de volante do Coritiba, diz portal

    ver detalhes
  • Giovanni Augusto treinou como lateral nesta terça-feira

    Giovanni na lateral, mudança na zaga e susto de Rildo: o treino desta terça do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians encara o Cruzeiro neste domingo, no Mineirão

    Resultado no Mineirão vale mais que os três pontos para Corinthians e Cruzeiro; entenda

    ver detalhes
  • Walter prestará homenagem a Danilo em suas luvas

    Walter usará luva personalizada em tributo a ex-goleiro da Chapecoense Danilo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes