Gastos altos diminuem os lucros da Arena Corinthians

Gastos altos diminuem os lucros da Arena Corinthians

Por Meu Timão

Gastos da Arena Corinthians custam 38% da bilheteria

Gastos da Arena Corinthians custam 38% da bilheteria

Foto: Daniel Augusto Junior/Agência Corinthians

Motivo de preocupação para o torcedor, a dívida da Arena Corinthians é um dos desafios da administração do clube para os próximos anos. Enquanto novas fontes de arrecadação, naming rights e outras alternativas financiadas são discutidas, é importante também uma análise sobre as despesas do estádio em Itaquera.

Apesar de ter uma alta arrecadação nos jogos como mandante, o Timão tem perdido parte significativa dos lucros com os altos gastos da Arena Corinthians. Com base nas despesas que o clube informa à CBF em partidas do Campeonato Brasileiro, o Meu Timão fez um levantamento da arrecadação e dos gastos do Timão.

Despesas da Arena

Entre as despesas operacionais dos estádio brasileiros, alguns gastos são fixos e não dependem de quantos torcedores vão ao estádio. É o caso de seguros, antidoping, ambulância, análise de laboratório, monitoramento por imagem, etc. Outros gastos são percentuais que variam de acordo com o público pagante, como emissão de ingressos, policiamento, taxas (a FPF fica com 5% de qualquer jogo realizado em São Paulo) e impostos.

Somando-se as despesas dos últimos nove jogos que o Timão disputou na Arena Corinthians, pelo Brasileirão 2016, é possível saber o custo médio por torcedor que frequenta o estádio. Alguns gastos chamam atenção por comer uma boa parte do valor que o torcedor paga pelo ingresso. Veja quanto o Corinthians gastou em cada item em nove jogos do campeonato que o clube jogou em casa.

Ao todo, para cada ingresso vendido na Arena no Campeonato Brasileiro, o Corinthians declarou um custo médio de R$22,10 por torcedor. O valor dos gastos pode até ser irrisório quando se trata de um ingresso vendido no setor oeste, mas nos setores mais populares - onde ingressos chegam a ser vendidos por R$30 no Fiel Torcedor - o lucro diminui bastante.

DespesaTotal gasto
no Brasileirão
Média de
gastos por jogo
Média de gastos
por torcedor
por partida
AmbulânciaR$ 36.260,00R$ 4.532,50R$ 0,12
AmbulatórioR$ 54.500,00R$ 6.812,50R$ 0,18
Antidoping CBFR$ 19.116,00R$ 2.389,50-
Análises LaboratoriaisR$ 23.364,00R$ 2.920,50-
Orientadores e FiscaisR$ 756.220,00R$ 94.527,50R$ 2,54
FiscalizaçãoR$ 54.436,00R$ 6.804,50R$ 0,18
CETR$ 115.354,76R$ 14.419,35R$ 0,39
PoliciamentoR$ 507.980,27R$ 63.497,53R$ 1,71
Emissão de ingressosR$ 731.512,42R$ 91.439,05R$ 2,46
Monitoramento por imagemR$ 35.550,00R$ 4.443,75R$ 0,12
Despesas diversasR$ 2.629.734,37R$ 328.716,80R$ 8,83
Aluguéis e segurosR$ 15.034,98R$ 1.879,37R$ 0,05
Taxas e impostosR$ 1.717.390,99R$ 214.673,87R$ 5,77

Algumas despesas, chamam atenção especial - como a emissão de ingressos, e as chamadas despesas diversas. Sozinhos, os dois itens representam praticamente a metade dos gastos do Corinthians por torcedor, como exemplifica o gráfico abaixo:

Despesas na Arena

Sobre as despesas diversas

Entre todas as despesas, o que o Timão mais gasta é justamente as "despesas diversas". O conjunto compreende gastos que incluem itens pequenos, como sabonetes, papel higiênico, bebedouros, bateria para os rádios comunicadores, sacolas de lixo, etc. Embora irrisórios, os itens quando multiplicados pelos cerca de 40 mil torcedores que frequentam o estádio adicionam um valor significativo.

Dentre os clubes de São Paulo, o Corinthians, é, de longe, é o clube que declara os valores mais altos para esse tipo de despesa. Para cada ingresso vendido pela equipe, quase R$9 acabam sendo destinados às despesas diversas.

Veja a comparação entre as despesas diversas com as outras equipes paulistas:

Despesas diversas

Comparativo de despesas entre clubes paulistas

Além dos gatos com as chamadas "despesas diversas", há uma diferença significativa entre arrecadação e gastos das equipes paulistas.

Dentre os quatro grandes do estado, o Corinthians é o clube que tem a segunda maior arrecadação, mas é a equipe que mais tem despesas. O rival Palmeiras, é quem possui maior arrecadação por jogo, e tem uma despesa cerca de 45% menor que o Timão por jogo como mandante.

ClubeGasto por jogoArrecadação por jogoLucro por jogoProporção de lucro
CorinthiansR$ 730.951,00R$ 1.911.781,28R$ 1.180.830,2862%
PalmeirasR$ 508.429,00R$ 2.229.731,54R$ 1.721.302,5477%
SantosR$ 219.095,02R$ 351.367,50R$ 132.272,4838%
São PauloR$ 213.316,00R$ 449.869,89R$ 236.553,8953%

Efeito "Novas Arenas"

Assim como o Corinthians, o rival Palmeiras também construiu uma arena recentemente, o que vem alavancando as bilheterias do clube da Barra Funda. Santos e São Paulo não acompanharam tal crescimento e sentem isso no bolso. Corinthians e Palmeiras, somados, faturam 517% a mais que a soma de São Paulo e Santos.

No Brasileirão 2016, o Timão arrecadou em média R$1.9 milhão por partida, gastou R$730 mil e ficou com R$1.1 milhão de lucro. O Palmeiras conseguiu uma bilheteria um pouco maior e também conseguiu conter melhor os gastos, o que fez o clube ter um lucro 46% maior do que o Corinthians, por partida

Gastos e lucros

Veja Mais:

  • Guilherme foi o destaque da atividade coletiva pelo segundo dia consecutivo

    Dupla volta, e Oswaldo vê time titular brilhar em treino do Corinthians; veja a escalação

    ver detalhes
  • Wagner pode reforçar o Corinthians em 2017

    Agente explica situação de Wagner e diz ter acerto contratual com Corinthians

    ver detalhes
  • Jabá sentiu dor na coxa e deixou o treino do Corinthians mais cedo

    Léo Jabá se machuca em treino do Corinthians e deixa campo com dores na coxa

    ver detalhes
  • CT Joaquim Grava ganhou novidades

    Corinthians 'aposenta' decoração do centenário e dá cara nova ao CT Joaquim Grava

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes