Ex-jogador, Zé Elias faz análise de protesto da torcida do Corinthians

Ex-jogador, Zé Elias faz análise de protesto da torcida do Corinthians

Por Meu Timão

O comentarista foi favorável as críticas do torcedores.

O comentarista foi favorável as críticas do torcedores.

Foto: Reprodução/ESPN Brasil

O protesto contra a direitoria do Corinthians, realizado pela Gaviões da Fiel na noite desta segunda, foi pauta durante o noticiário esportivo desta terça. Zé Elias, ex-volante e atual comentarista do canal ESPN, analisou as cobranças da torcida e, para ele, a ação é válida e não merece críticas.

"Eu acho que é um direito que eles têm, de fazer esse tipo de protesto. Não teve agressão, não quebraram nada. Acho que está dentro de um contexto que a gente não pode criticar e, pelo contrário, tem que analisar e ver o que eles estão pedindo”, iniciou Zé Elias durante o programa Bate Bola, da ESPN Brasil.

O ex-volante mostrou-se a favor das reivindicações da torcida quando ao modo como o clube alvinegro vem sido comandado nesta temporada. Sem contratações de grande prestígio no ataque, o comentarista frisou a venda do atacante Pato para o Villarreal, da Espanha, em julho deste ano.

“O que eles estão pedindo? Cobranças a diretoria de como o Corinthians não contrata um jogador de ataque e manda embora um jogador que custou quase 100 milhões sabendo que ele era o melhor dos atacantes. A cobrança em cima do treinador que eu acho que é justa por conta das substituições e da forma como o time vem jogando, esses altos e baixos”, explicou.

Zé Elias também falou sobre as reclamações contra o atual elenco corinthiano. E foi totalmente favorável. Para ele, a falta de um centroavante no clube não é culpa dos jogadores que estão no time, mas sim da diretoria do Corinthians que não fez boas contratações durante o ano.

"Acho que o protesto é válido. Eu sinceramente não consigo entender como o Corinthians não conseguiu contratar um atacante. E aí você vai atrás dos jogadores que estão saindo, o Corinthians tem 10% de um, 30 de outro, 20 de outro, o único jogador que me lembro foi o Felipe foi inteiro. A diretoria entrou com 'temos que pagar as dívidas, temos que honrar nossos compromissos', mas ai você dá um pesquisadinha no elenco e nada contra o jogador, não é culpa do jogador é culpa de quem contratou, Cristian, Willians. No começa do ano 'Não, nós vamos mandar o Marciel para o Cruzeiro, para dar experiência para o menino e tal, para dar chance pro Maycon', o Maycon tá jogando na Ponte Preta. Aí no Corinthians, sai o Elias, entra o Rodriguinho. O Maycon não é mais jogador?", questionou Zé Elias.

Segundo o comentarista, questões como as apresentadas pela torcida precisam ser esclarecidas de maneira mais aberta. Ressaltando ainda mais a saída de Pato do elenco, o ex-jogador realizou comparações para demonstrar seu ponto de vista quanto ao esquema que a direção do clube vem usando para reforçar o time.

"São determinadas coisas que precisam ser cobradas, esclarecidas. Vou insistir no tema Pato por que custou cerca de 100 milhões, mas acima de 70 milhões com certeza, como é que você descarta? Se você tivesse uma empresa e tivesse comprado uma máquina caríssima, 80 milhões, você iria jogar ela no chão assim? Você iria desprezar a sua máquina? Ia desvalorizar quando você vem a público 'não, vai jogar no Bragantino. Eu acendo uma vela todo dia pra vender'. Se o dinheiro fosse seu você iria fazer isso? Você olha para o seu elenco, você tem o André. Como é que você contrata o André sendo que você tem o Pato ali?", argumentou.

"Como é que você não consegue trabalhar o problema de um erro? Um erro apenas, ele errou o pênalti contra o Grêmio. Só o Pato errou de lá até aqui? [...] O Corinthians pagou por isso por que o Corinthians não tem dinheiro por conta desse erro. 80 milhões, 60 milhões, o Corinthians não poderia contratar um jogador, um centroavante?", acrescentou o comentarista.

Antes de finalizar, Zé Elias reafirmou sua posição quando ao protesto da torcida, não enxergando nenhum desvio dos direitos que o torcedor tem de cobrar seu time.

"Então sabe são determinadas coisas que precisam ser cobradas. Cristian, volto a insistir que não tem culpa de nada, o jogador nesse caso não tem culpa de nada, ele tá lá. Quem contratou? Quanto pagou? Quanto custou? Então, a crítica ela tá correta e não dá pra criticar a torcida do Corinthians por que fez da maneira correta”, finalizou.

Veja Mais:

  • Diversos torcedores não conseguiram efetuar a troca de ingressos

    Com fila absurda e nova confusão, torcida do Corinthians esgota ingressos para final da LNF

    ver detalhes
  • Oswaldo negou que seus treinos sejam repetitivos

    Oswaldo volta a sinalizar escalação do Corinthians em coletivo e explica semana de treinos

    ver detalhes
  • Jô está de férias e só volta ao CT Joaquim Grava em janeiro

    Jô é liberado pelo Corinthians para férias e não aparece no CT nesta sexta

    ver detalhes
  • Corinthians fará sua terceira participação na Florida Cup

    Participante desde primeira edição, Corinthians tem benefício financeiro na Florida Cup

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes