Cristóvão confirma mudança no Timão para estreia na Copa BR

Cristóvão confirma mudança no Timão para estreia na Copa BR

Por Meu Timão

Cristóvão terá principal desafio à frente do Timão nesta quarta-feira

Cristóvão terá principal desafio à frente do Timão nesta quarta-feira

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para a partida contra o Fluminense desta quarta-feira, no estádio Edson Passos, pela estreia na Copa do Brasil. Em entrevista coletiva nesta terça-feira à tarde, o técnico Cristóvão Borges confirmou a entrada do jovem Léo Príncipe no lugar de Fagner, a serviço da Seleção Brasileira.

“A princípio a entrada do Léo Príncipe só, é automática. Mas estamos testando alternativas, porque há posições com coberturas imediatas e outras não. Pode ser que tenha necessidade de modificação, então estamos realizando testes”, afirmou Cristóvão Borges.

Afora a troca na lateral direita, o time será o mesmo que acabou derrotado pela Ponte Preta no último sábado, pelo Campeonato Brasileiro. Para Cristóvão, porém, a atuação ruim em Campinas não se repetirá em Mesquita (RJ), local do duelo de ida das oitavas de final.

“Já demonstramos que podemos fazer isso (melhorar). Nas últimas partidas tivemos muitas oscilações, que não foram muito boas. Isso exige correção, e temos consciência disso. Para ter firmeza precisamos de regularidade, sabemos disso e buscamos isso para que todos fiquem confiantes”, acrescentou.

Sob o esquema 4-1-4-1, o provável Corinthians vai a campo com: Cássio, Léo Príncipe, Yago, Balbuena e Uendel; Cristian; Marquinhos Gabriel, Elias, Rodriguinho e Marlone; Guilherme. Ainda assim, novas modificações podem ser promovidas pelo técnico alvinegro.

Antes de iniciar o treinamento, o último antes da estreia no mata-mata, Cristóvão falou a respeito do momento do clube na temporada. O revés no estádio Moisés Lucarelli, tão criticado pela torcida corinthiana, ainda repercute nos bastidores do Timão.

“Aqui se trabalha e se trabalha bem, jogadores estão comprometidos. Alguns falaram em acidente de percurso, porque não tem comparativo. Foi fora de tudo o que fizemos no ano. Sentimos dificuldade no começo, depois perdemos um jogador importante de defesa e essa perda amplia tudo diante da dificuldade que já havia. O jogo já não estava fluindo, e jogando contra equipe moralizada no jogo, que tinha um jogo favorecido, tivemos ainda mais dificuldades. Não encaixou. É um pouco de tudo”, explicou.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes