Cristóvão volta a lamentar 'críticas exageradas'

Cristóvão volta a lamentar 'críticas exageradas'

Por Meu Timão

1.5 mil visualizações 61 comentários Comunicar erro

Alegando tranquilidade, Cristóvão afirmou que enxerga novo enfoque em críticas

Alegando tranquilidade, Cristóvão afirmou que enxerga novo enfoque em críticas

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Alvo de reclamações desde que assumiu o comando do Corinthians, Cristóvão voltou a ressaltar sua opinião sobre certo exagero nas críticas sobre seu trabalho. A equipe alvinegra enfrenta o Sport nesta quinta-feira, às 19h30, na Arena Corinthians, pela rodada 23 do Campeonato Brasileiro.

Em entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira, o técnico corinthiano lamentou o exagero em relação ao seu comando no Timão. Para ele, algumas delas foram de desnecessárias a desrespeitosas. Garantindo tranquilidade quanto a situação, o treinador ressaltou sua posição frente aos comentários.

"Que foram momentos exagerados, claro que sim! Mas não me incomoda justamente por isso, porque é exagero. Não posso ficar preocupado com exageros. Tenho uma responsabilidade aqui. Isso de substituir o Tite foi só no começo, agora não tem mais isso. As críticas, algumas desnecessárias, vão muito além de substituir o Tite. Tem coisas até desrespeitosas. Mas, para mim, tranquilo", afirmou Cristóvão Borges.

O técnico continuou ressaltando que com as saídas de alguns jogadores, as críticas tomaram proporções menores e mais realistas em sua visão. Mesmo existentes, as reclamações ganharam um novo enfoque tanto na mídia quanto entre os torcedores.

"Depois das saídas do Bruno Henrique e do Elias, os exageros diminuíram, a coisa está mais real, todo mundo começou a entender o que aconteceu. O enfoque é outro, a maneira de criticar é outra, mais dentro da realidade. Isso eu sinto na rua também, as pessoas me criticam, cobram, conversam. Mas mudou. Antes era fora da realidade, fora de propósito. Vamos seguindo", completou o técnico.

Cristóvão finalizou falando diretamente com os jornalistas. Relembrando casos passados, o treinador alegou que a própria imprensa mudou em relação a ele, garantindo que só leva em consideração avaliações que possam acrescentar em seu desenvolvimento trabalhando na equipe alvinegra.

"Até vocês estavam percebendo e sentindo que era exagero, era demais o que estava acontecendo comigo. Outro dia me perguntaram se estava tudo bem comigo, o que me tira do sério... Eu continuo assim. Apanhei lá atrás e estou aqui do mesmo jeito. Não acompanho e nem leio tudo. O que vai me ensinar, eu leio. Durante esse período, li algumas análises sobre o Corinthians, sobre o que estava acontecendo, porque eu mudava, porque acertei, porque errei. A isso eu dou atenção. Quando são coisas surreais, não", argumentou o treinador.

open?msgid=kQqa5QfP0_7_rix2_RZWNw2

Veja Mais:

  • Bruno Savignani comanda equipe de basquete masculino do Corinthians

    Corinthians estreia no NBB nesta terça-feira com entrada gratuita no Parque São Jorge

    ver detalhes
  • Goleiro Cássio pegou duas cobranças de pênaltis na final do Paulistão-18 contra o Palmeiras

    Cássio tenta manter incrível sequência de nunca ter perdido uma decisão pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Renda da finalíssima da Copa do Brasil, nesta quarta-feira, deve ultrapassar os 5 milhões de reais

    Corinthians terá a maior renda de sua história na final contra o Cruzeiro; saiba o valor projetado

    ver detalhes
  • Destaques para final e treino aberto na Arena - Giro de notícias do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes