Cristian assume e explica baixo rendimento na atual passagem pelo Timão

Cristian assume e explica baixo rendimento na atual passagem pelo Timão

Por Meu Timão

Mesmo admintindo baixo rendimento, Cristian garante que pode reencontrar bom futebol

Mesmo admintindo baixo rendimento, Cristian garante que pode reencontrar bom futebol

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O volante Cristian admitiu e justificou seu desempenho abaixo do esperado na atual passagem pelo Corinthians, ressaltando possibilidade de recuperação de antigo futebol. O jogador aparece entre os possíveis titulares para o clássico contra o Palmeiras, deste sábado, às 16h, na Arena em Itaquera, válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Alvo de críticas durante o empate fora de casa por 1 a 1 contra o Coritiba, desta quarta-feira, pela última rodada da competição nacional, Cristian assumiu que o rendimento que vem apresentando no Timão não é o ideal. A partida contra o time paranaense foi seu retorno na equipe principal após ter ficado fora do clássico contra o Santos, na Vila Belmiro.

“Eu tenho consciência que eu podia estar ajudando muito mais, só que as lesões me prejudicaram bastante”, comentou o jogador em entrevista ao programa Globo Esporte, da TV Globo.

O volante alvinegro fez parte do elenco que colocou o Corinthians de volta a Séria A do Brasileirão em 2008, permanecendo no time até julho de 2009, quando reincidiu seu contrato com o Timão e embarcou para o futebol turco, atuando pelo Fenerbahçe. Seis anos depois, Cristian retornou ao clube corinthiano como reforço para temporada de 2015. Em busca de espaço no time principal, o volante enfrentou algumas lesões durante seu caminho a titularidade.

Comandado agora pelo técnico Cristóvão Borges, Cristian retornou a ter espaço na equipe principal com a lesão do meia Giovanni Augusto, desfalque no time por dores musculares. Sobre seu rendimento, o volante alegou que há possibilidade de se reencontrar com o antigo futebol, mesmo mais velho em relação a sua primeira passagem pelo Timão.

“Com tudo isso que tá acontecendo, eu acho que dá pra ser como eu era antes. Lógico que hoje eu tenho 33 e naquela época eu tinha 25, 26 anos”, finalizou o jogador.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes