Marlone fala em apoio a Willians e isenta Balbuena por gol do Cruzeiro

Marlone fala em apoio a Willians e isenta Balbuena por gol do Cruzeiro

Por Meu Timão

Marlone comemora gol contra do zagueiro Léo, o primeiro do Timão sobre o Cruzeiro

Marlone comemora gol contra do zagueiro Léo, o primeiro do Timão sobre o Cruzeiro

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O protesto de parte da Fiel contra a entrada do volante Willians em campo, utilizado em parte do segundo tempo da vitória por 2 a 1 sobre o Cruzeiro, na noite dessa quarta-feira, pela Copa do Brasil, ganhou a atenção do meia Marlone. Sincero, o camisa 8 lamentou a atitude de uma minoria de torcedores e passou tranquilidade ao companheiro de equipe.

“Ninguém gosta de ouvir aquilo ali, o que aconteceu ontem, mas o abraçamos no vestiário, demos força para ele, e estamos fechados. É um grupo, é uma família e o que importa é que vencemos ontem e pudemos fazer uma boa partida”, afirmou Marlone em entrevista ao programa Globo Esporte.

Por volta dos 30 minutos do período complementar, Willians foi chamado pelo técnico Fábio Carille no banco de reservas. Assim que tirou o colete de suplente, o cabeça de área foi prontamente vaiado pela torcida, que se manifestou contra a alteração. Logo em seguida, o Timão levou o gol do Cruzeiro, após falha individual de Balbuena, e Rodriguinho deu lugar ao número 5.

Por falar em falha, Marlone também analisou o lance que deixou os corinthianos aflitos. Isso porque, por conta do critério do tento marcado fora de casa, o atual campeão brasileiro levará vantagem mínima para Minas Gerais. De acordo com o meia-atacante, porém, não há como culpar apenas o defensor pelo erro.

“Acho que essa bola é muito difícil, o goleiro dá um balão pra cima, essa bola vem meio que fazendo curva, então foi um acidente. Não podemos crucificá-lo, aconteceu, não podemos dizer que o Balbuena errou. É uma bola realmente difícil, o atacante deles é especialista nisso, em incomodar o zagueiro, brigar, empurrar, e infelizmente aconteceu isso”, explicou o jogador.

“A gente sabe que, em uma competição como a Copa do Brasil, não era o que nós queríamos (levar um gol). Mas comemoramos sim, porque ganhamos, querendo ou não, é uma vantagem, e pelo jogo que fizemos. Acho que a gente está cumprindo uma função tática ali, tanto eu como o Marquinhos, que é de beirada (do campo), de voltar e chegar no ataque. E a bola entrou...”, finalizou.

O confronto de volta diante do Cruzeiro acontece no próximo dia 19, às 21h45 (de Brasília), no Mineirão. O Corinthians jogará por uma vitória simples ou até mesmo um empate por qualquer placar para avançar às semifinais, enquanto o rival mineiro necessita de um triunfo para reverter o marcador.

Assista aos gols de Corinthians 2 x 1 Cruzeiro

Veja Mais:

  • Fora dos planos do Timão, Cristian é alvo do Jorge Wilstermann

    'De canto' no Corinthians, dupla é procurada por clube boliviano que está na Libertadores

    ver detalhes
  • Corinthians e Chapecoense dividem liderança da atual edição da Série A

    Chapecoense vence e empata com Corinthians na liderança do Brasileirão; veja a tabela

    ver detalhes
  • Castán pertence á Roma, mas jogou a última temporada pelo Torino, também da Itália

    Com reunião agendada na Itália, pai de Castán não descarta retorno do zagueiro ao Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno Paulo jogará no Santa Cruz até o final de 2017

    Com apenas um jogo pelo Corinthians, atacante é emprestado até o fim do ano

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes