Campeão em 2015, Uendel cita sentimento 'ruim' por contusão

Campeão em 2015, Uendel cita sentimento 'ruim' por contusão

Uendel concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira

Uendel concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Uendel esteve em campo em 25 dos 29 jogos do Corinthians no Campeonato Brasileiro. A sequência como titular do lateral-esquerdo só acabou interrompida por uma lesão na coxa direita, sofrida nos minutos iniciais do empate por 1 a 1 com o Coritiba, no último dia 14. Depois de sentar no banco de reservas no 0 a 0 diante do Atlético-MG, o jogador falou sobre sua recuperação, que ainda necessita de acompanhamento especial.

“Receio maior é ter reincidência de lesão, ainda mais muscular que às vezes engana, sente bem, vai para o treinando achando que está 100%, acaba forçando e piorando. Volta tem que ser gradual, diferente de lesão no joelho que é questão de aguentar dor. Muscular tem que ser gradual. Treinei 15 minutos, outro dia 30, ontem (quinta) já fizemos 60. Gradualmente vamos recuperando para estar à disposição”, explicou Uendel.

“Tive aval da parte médica, treinos durante a semana que dão garantia para ir e dar 100%. A gente quando é escalado para o jogo é porque pode estar 100%”, reforçou o lateral-esquerdo em entrevista coletiva nesta sexta-feira à tarde, no CT Joaquim Grava.

Fora de combate, Uendel viu do departamento médico a queda do Timão na Série A: a equipe ocupa a oitava colocação da tabela e pode terminar a 29ª rodada na lanterna do segundo turno. De acordo com o atleta, substituído pelo jovem Guilherme Arana, o período de “turbulência” já passou.

“É ruim ficar fora, a gente nunca quer. Nesse período teve seis jogos, contra o Botafogo foi um pouco abaixo do que a gente vinha produzindo. A gente acredita que fez bons jogos, mantendo muito a posse de bola, com adversários que tem bom toque de bola. Só que o toque não resolve as coisas, a gente tem que ter um pouco mais de chegada na área também. Mas acredito que a gente vem reconquistando nosso padrão que acostumou a ter depois da saída de vários jogadores”, pregou.

“Elenco está se entrosando ainda. Só contra o Botafogo foi abaixo do normal. Mantivemos constante. Os resultados não foram o que a gente queria, mas acredita que pode melhorar para dar uma arrancada nesses dez jogos e ir para a Libertadores”, reiterou o camisa 6.

Escolhido para conversar com a imprensa na tarde sexta, após o treinamento do elenco no CT Joaquim Grava, Uendel ainda respondeu a respeito da concorrência de Guilherme Arana. Para ele, o ala de 19 anos tem correspondido à sua altura.

“Dá tranquilidade para fazer o tratamento no tempo certo. Ainda tenho uma semana de treinos, estou em processo de retomada, fazendo as coisas aos poucos. Meu objetivo é estar à disposição, fisicamente 100%. Arana também tem feito bons jogos. A gente tem que estar bem para quem ele optar possa dar conta do recado”, finalizou.

Veja Mais:

  • Farfán foi companheiro de Guerrero na seleção do Peru

    Jornalista revela interesse do Corinthians em atacante peruano

    ver detalhes
  • Camisa a ser usada pelo Corinthians contra o Cruzeiro tem escudo da Chapecoense

    Em ação no Twitter, Corinthians exibe uniforme em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Equipe feminina do Timão foi ao CT Joaquim Grava no início de novembro

    Corinthians renova parceria com Audax e confirma equipe feminina para 2017

    ver detalhes
  • Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    Castán posta foto com taça do penta e recebe pedidos para voltar; veja

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes