Lateral reforça objetivos do Corinthians e pede atenção ao Santa Cruz

Lateral reforça objetivos do Corinthians e pede atenção ao Santa Cruz

Por Meu Timão

Uendel comenta possibilidades de classificação na Libertadores pelo G6 do Brasileirão

Uendel comenta possibilidades de classificação na Libertadores pelo G6 do Brasileirão

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O lateral-esquerdo Uendel comentou as possibilidades de o Corinthians conquistar uma vaga na Copa Libertadores da próxima temporada, ficando entre os seis primeiros colocados na tabela do Campeonato Brasileiro. O jogador fez uma análise sobre a recuperação da equipe na competição e indicou trabalho árduo.

Durante entrevista coletiva, concedida nesta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, Uendel analisou a situação do Timão no torneio. A equipe, que terminou o primeiro turno em terceiro lugar, hoje está na oitava colocação, com 42 pontos conquistados em 29 partidas disputadas, tendo o segundo pior rendimento no segundo turno.

"Com G6 a briga pela vaga aumentou. Clubes que antes não sonhavam com Libertadores hoje já almejam a vaga. A gente vê clubes em ascensão no campeonato, que fazem bom segundo turno, e nós, em números, não estamos tão bem. Sabemos que precisamos melhorar muito. Fábio (Carille) passou média de 59 pontos, que, pelo histórico, pode nos colocar no G6", declarou Uendel.

"Temos uma semana para trabalhar e a recuperação tem que ser agora. Jogo contra o Santa Cruz não pode deixar escapar pontos, perdemos pontos em casa que estão fazendo falta. Temos que nos unir e trabalhar muito para dar arrancada nos últimos dez jogos e conseguir a vaga".

Na busca pela recuperação no Brasileirão, o Corinthians encara o Santa Cruz no dia 12 de outubro, próxima quarta-feira, às 21h45. Mesmo com a alteração do palco da partida, do estádio Arruda Sampaio para a Arena Pantanal, Uendel não descarta as dificuldades no duelo.

"Jogar contra o Santa Cruz no Arruda é difícil, clima quente, torcida sempre comparece. Lá seria mais difícil porque eles conhecem gramado, mas não vai tirar as dificuldades da partida. No Brasileiro times que estão brigando contra a zona de rebaixamento jogam de igual para igual com quem está brigando pela liderança. Fator casa ajuda, mas vai ser complicado do mesmo jeito", analisou o jogador.

Contextualizando os objetivos do Corinthians nesta temporada, Uendel comentou a alteração da meta pelo título nacional para uma classificação no torneio continental na temporada 2017. Lamentando tropeços, o lateral afirmou que, se não for possível no Brasileiro, a vaga será conquistada pela Copa do Brasil. O título segue na lista de desejos do elenco.

"Nosso objetivo no começo do campeonato era claro, era o título. Perdemos muitos pontos, em casa, estamos distantes e é impossível brigar pelo título. Com G6 fica aberto. Nosso objetivo é buscar a vaga na Libertadores, se não conseguir pelo Brasileiro, então pela Copa do Brasil. E não só a vaga, o título da Copa do Brasil. Fizemos resultado bom no primeiro jogo, a volta contra o Cruzeiro será difícil, mas se passarmos, já estaremos na semifinal. Ano que podeira ser difícil para o Corinthians pode terminar de forma diferente. Depende da gente, fazer bons jogos, melhorar desempenho, fazer mais gols, tomar menos gols e melhorar resultados. Precisamos dessas vitórias. Nosso objetivo é o G6", analisou.

Veja Mais:

  • Timão conquistou Paulistão sobre a Ponte Preta; times voltam a se enfrentar logo na abertura de 2018

    Corinthians e Ponte Preta reeditam final na abertura do Paulistão 2018; veja a tabela

    ver detalhes
  • Os 10 momentos mais marcantes do Hepta

    VÍDEO: Os 10 momentos mais marcantes do Hepta

    ver detalhes
  • Alessandro Nunes e Roberto de Andrade são responsáveis por formar elenco de 2018

    Presidente do Corinthians estabelece número ideal de contratações para 2018 e promete time forte

    ver detalhes
  • Timão encara o arquirrival Palmeiras na ida da final da Copa do Brasil

    Com entrada gratuita, Arena Corinthians recebe decisão do Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes