De novo com Daronco no apito, Corinthians leva gol impedido e fica no prejuízo

De novo com Daronco no apito, Corinthians leva gol impedido e fica no prejuízo

Por Meu Timão

Impedimento de Rafael Moura no lance do gol do Figueirense

Impedimento de Rafael Moura no lance do gol do Figueirense

O Corinthians foi, mais uma vez, prejudicado pela arbitragem na atual edição do Campeonato Brasileiro. E, curiosamente, pela terceira vez seguida em um jogo apitado por Anderson Daronco.

O gol marcado por Rafael Moura na noite desta quarta-feira, aos 46 minutos do segundo tempo, sacramentando o empate do Figueirense para cima do Timão, foi irregular. O atacante estava em posição de impedimento, mas o bandeirinha não sinalizou e, assim, Daronco validou o lance.

Chama atenção o fato de que o mesmo erro aconteceu em outras duas recentes oportunidades contra o Corinthians. Daronco validou gols irregulares de Gum, do Fluminense, e Guerrero, do Flamengo. Tais tentos impedidos já haviam custado ao Timão uma derrota e um empate.

Ciente da insatisfação do Corinthians com a arbitragem de Anderson Daronco, a CBF trocou, para a partida desta quarta, os bandeirinhas que costumavam trabalhar em sua equipe. Mesmo assim, o Timão voltou a ser prejudicado.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro e Erros de arbitragem.

Veja Mais:

  • Carille viu seu time tropeçar de novo no segundo turno do Campeonato Brasileiro

    Chances de título do Corinthians seguem caindo; matemáticos colocam arquirrival de vez na briga

    ver detalhes
  • Livro dá chance para torcedores participarem de aula de fotografia na Arena Corinthians

    Workshop de fotografia na Arena é uma das recompensas para quem apoiar o livro do estádio

    ver detalhes
  • Cássio foi mais uma vez chamado por Tite

    Cássio é convocado por Tite e desfalca Corinthians em até três jogos no Brasileirão

    ver detalhes
  • Pablo segue com a situação indefinida para 2018

    Bordeaux endurece com agente de Pablo e avisa: para outro clube o valor é dobrado

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes