Odebrecht admite Arena Corinthians inacabada e estima valor milionário em obras a fazer

80 mil visualizações 117 comentários

Por Meu Timão

Arena Corinthians está inacabada, conforme admitido pela Odebrecht

Arena Corinthians está inacabada, conforme admitido pela Odebrecht

Divulgação/Corinthians

A Arena Corinthians está inacabada. É o que admitiu, pela primeira vez, a Odebrecht. Em meio à reta final da auditoria que vem fiscalizando as contas do estádio, a construtora reconheceu que ficaram faltando R$ 40 milhões em obras em relação ao projeto de construção.

Em entrevista concedida ao portal Globoesporte.com e publicada nesta sexta-feira, Ricardo Corrégio, engenheiro e diretor de contratos da Odebrecht, alegou que os R$ 40 milhões em obras inacabadas são justificados por conta do aumento no gasto com outros itens prioritários. Cabine de imprensa e serviço de extração de fumaça, por exemplo, teriam ficado mais caros do que no orçamento.

"Se por um lado, deixou-se de fazer algumas coisas que eram previstas, por outro lado outros foram executados no mesmo montante, de tal forma que mantivesse o valor de R$ 985 milhões (...) A ordem de grandeza do que fez e não fez é de R$ 40 milhões. Temos eles detalhados", argumentou Corrégio, se referindo ao preço inicial da Arena, que hoje já passa da casa de R$ 1,2 bilhão por conta dos juros dos empréstimos.

O entendimento do Corinthians é de que tal realocação de gastos - alterando o projeto de construção do estádio - não poderia ter sido feito pela Odebrecht sem autorização do clube. A auditoria da Arena já está ciente desse problema.

A Odebrecht ainda alega que as obras inacabadas, que já teriam sido listadas na auditoria, não comprometem a segurança de torcedores e funcionários que frequentam a Arena. O Corinthians, por sua vez, associa a mudança no projeto feita pela construtora a problemas como perda de receita e desvalorização do estádio.

"As obras que deixaram de ser feitas são exclusivamente de acabamento e nenhuma impacta em utilização plena da arena", disse Corrégio.

"A não realização de certos itens de projeto em conjunto com o atraso na conclusão da obra (que, diga-se, persiste até hoje), resulta na perda de receitas, assim como na desvalorização de propriedades da Arena", rebateu o Corinthians, por meio de sua assessoria de imprensa.

Veja mais em: Arena Corinthians.

Veja Mais:

  • Otero durante treino deste sábado no CT Joaquim Grava

    Corinthians perde uma posição com fim da 23ª rodada, mas mantém distância do Z4; veja tabela

    ver detalhes
  • Elenco treinou na manhã desta segunda-feira

    Corinthians fez último treino antes de embarcar para Fortaleza; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Cássio poderá enfrentar o Fortaleza nesta quarta

    Cássio recebe pena mínima e está liberado para reforçar o Corinthians contra o Fortaleza na quarta

    ver detalhes
  • Timãozinho goleou no encerramento da primeira fase no Paulista Sub-20

    Corinthians encerra primeira fase do Paulista Sub-20 com goleada diante do União Mogi

    ver detalhes
  • Corinthians decide Brasileirão Feminino nesta semana

    Agenda do Corinthians na semana tem duelo fora de casa, final no feminino e mais; veja

    ver detalhes
  • Kalil e Vilson devem deixar o futebol do Corinthians na nova gestão

    Trio deve deixar o comando de futebol do Corinthians na gestão de Duílio Monteiro Alves

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: