Em resenha com Dinei, Oswaldo relembra Corinthians de 99 e título mundial

Em resenha com Dinei, Oswaldo relembra Corinthians de 99 e título mundial

Por Meu Timão

Dinei e Oswaldo de Oliveira recordaram época vitoriosa do Corinthians no início de 2000

Dinei e Oswaldo de Oliveira recordaram época vitoriosa do Corinthians no início de 2000

Foto: Reprodução/YouTube

Embora Oswaldo de Oliveira já seja alvo de críticas de parte da Fiel, ninguém pode negar a identificação do técnico com o Corinthians. Em participação no quadro Resenha com Dinei e Fubá, do canal oficial do Timão no YouTube, o treinador relembrou histórias de 1999, quando conduziu a equipe paulista aos títulos paulista e brasileiro.

“Futebol tem sequência. Eu já conheci bem vocês no ano de 1998, nós trouxemos alguns jogadores novos em 1999, veio o Dida, o Luizão. Ficou melhor, ficou mais forte. A base foi mantida, mas nós preenchemos alguns espaços ali muito bem. Teve também o Marcos Senna, Luís Mário, Fábio Luciano, Adílson Batista”, contou.

Então auxiliar-técnico, Oswaldo assumiu o Corinthians após a saída de Vanderlei Luxemburgo, recém-campeão brasileiro (1998), para a Seleção Brasileira. E apesar da pressão em comandar um elenco recheado de craques, como Rincón, Vampeta, Marcelinho Carioca e Dinei, o novato ganhou a confiança dos atletas e da torcida alvinegra.

Aos risos, Oswaldo recordou os primeiros passos do zagueiro Fábio Luciano pelo Parque São Jorge: “Acabou o Brasileiro de 99 e aí nós precisávamos contratar mais um zagueiro. Nós contratamos o Fábio Luciano e o Daniel, lateral-direito. Quando eles chegaram, já estávamos na preparação pro Mundial. Dia 23 de dezembro ganhamos o título brasileiro contra o Atlético-MG e ficou aquela fase de preparação”, iniciou.

“Um dia, lá no Parque São Jorge, estávamos fazendo um treinamento e o Fábio Luciano treinando no time reserva. Ele estava treinando bem pra caramba e num determinado momento veio uma bola dentro da área, ele dominou no peito, deu um lençol e saiu jogando. Eu falei: ‘ó, troca a camisa desse menino’. Botei no time titular (risos). Era muito bom jogador”, declarou Oswaldo, que logo abriu o coração ao falar do Timão.

“Corinthians é o divisor de águas na minha vida. Mudou completamente tudo na minha carreira, na minha vida. Sou eternamente grato”.

A maior conquista de Oswaldo no Corinthians veio no ano seguinte. Em 2000, o técnico levou o time ao título do primeiro Mundial de Clubes da Fifa ao derrotar o Vasco nos pênaltis após empate sem gols no tempo normal e na prorrogação, na final disputada no Maracanã. Apesar de ter passado por outras equipes brasileiras, ele não esconde o carinho pela Fiel.

“Muitas vezes eu assistia aos jogos do Corinthians e nunca consegui torcer contra, depois do jogo, se o Corinthians tivesse perdido e aquele placar me interessasse, bom, pelo menos... Mas vendo ao jogo, nunca consegui torcer contra”, disse o professor, ressaltando a importância de atletas como Dinei para a história corinthiana

“Ídolo é você, é o Rodriguinho, Giovanni Augusto, Cássio, foi o Edilson, Luizão, Vampeta, Rincón, Ricardinho, Marcelinho, um jogador maravilhoso, e outros tantos. Ronaldinho, Viola, Renato Augusto, Alessandro, que hoje tenho o prazer de trabalhar, vocês são ídolos. Tenho o maior prazer de ajudar hoje no clube. E vai Corinthians!”, finalizou.

Assista à entrevista de Dinei com Oswaldo na íntegra

Veja mais em: Ídolos do Corinthians e Oswaldo de Oliveira.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes