Com gol no fim, Corinthians vira para cima do Sorocaba e se aproxima do título nacional

Com gol no fim, Corinthians vira para cima do Sorocaba e se aproxima do título nacional

191 mil visualizações 139 comentários Comunicar erro

Índio deu a vitória ao Corinthians/UNIP

Índio deu a vitória ao Corinthians/UNIP

Reprodução/TV

Recém-campeão estadual, o Corinthians mostrou mais uma vez por que é considerado principal pretendente ao título da Liga Nacional de Futsal (LNF) 2016. Depois de estar perdendo por 2 a 0, o Timão se recuperou do susto e virou para cima do Sorocaba, na noite desta segunda-feira, na Arena Sorocaba, pelo primeiro embate das finais do torneio. Mesmo com o triunfo por 3 a 2, o time de André Bié agora depende de um empate simples na semana que vem para ficar com o troféu inédito.

A finalíssima da LNF está marcada para o próximo dia 12 (segunda), no ginásio Wlamir Marques, no Parque São Jorge – existe uma remota possibilidade de que o jogo aconteça na Arena Corinthians, em Itaquera.

ERROS BOBOS E SUSTO NO INÍCIO

Mesmo fora de casa, o Corinthians/UNIP contou com grande apoio nas arquibancadas da Arena Sorocaba. E força da Fiel no interior de São Paulo, que parecia dividir o ginásio com a torcida local, não demorou a trazer bons resultados dentro de quadra. Logo nos primeiros lances da partida, Pepita soltou a bomba de fora da área e acertou a trave do goleiro Tiago, já rendido na jogada.

O início do duelo também ficou marcado pelas contusões. O ala Pixote, do Sorocaba, precisou de atendimento médico após virar o tornozelo. Em seguida, Ricardinho e Leandro Lino dividiram a na linha lateral, e o atleta da equipe mandante caiu no chão e levou a mão às costas.

Aos 15 minutos da primeira etapa, o Corinthians/UNIP tinha tranquilidade para sair jogando e encontrar espaços na defesa sorocabana, que se apoiava no craque Falcão para responder nos contra-ataques em velocidade. O atleta eleito quatro vezes o melhor do mundo, aliás, também foi fundamental como defensor – depois de boa tabela com Leandro Caires, o capitão Deives finalizou rasteiro e viu o veterano, de 39 anos, evitar o gol alvinegro.

O lance deu vida ao Sorocaba, que fez jus ao mando de quadra e abriu o placar. Aos 17, Charuto recebeu cruzamento de Neguinho e completou de joelho para o fundo da meta corinthiana. O time do Parque São Jorge, então, passou a acumular erros de passe, domínio e marcação, dando nova oportunidade de ataque aos mandantes.

Vander Carioca cometeu a sexta falta acumulativa do Corinthians/UNIP no período e deu ao Sorocaba o tiro livre. Rodrigo, capitão da equipe do interior, bateu colocado e tirou do arqueiro Careca, ampliando o marcador. O Timão, no entanto, também ganhou a esperada chance na bola parada, mas Foglia, que acabara de deixar o banco de reservas, chutou em cima do goleiro adversário.

REAÇÃO ALVINEGRA E VITÓRIA EMOCIONANTE

“Primeiro, é um jogo digno de duas grandes equipes, cada lance é fundamental pro resultado final da partida. Tivemos os 15 primeiros minutos muito bons, demos uma apagada nos cinco minutos finais e pagamos o preço por isso. Não podemos falar de arbitragem, a gente sabe como funciona, eles erram pros dois lados, não podemos culpá-los. Tem de manter a tranquilidade, ver o que o Bié vai nos pedir e ter inteligência emocional. O mais inteligente nesse jogo ganha”, analisou Deives em entrevista ao SporTV.

O segundo tempo da final era dominado pelo Sorocaba. Sob o comando do ex-Corinthians/UNIP Fernando Ferretti, a equipe se defendia com a marcação dobrada e dava trabalho a Leandro Lino, válvula de escape do Timão. A essa altura, como o regulamento da Liga Nacional não considera a diferença de gols, o esquadrão do Parque São Jorge só pensava no empate.

E foi assim que o bicampeão paulista de futsal conseguiu descontar o placar. Com a formação ofensiva treinada por André Bié, o pivô Rocha dominou de costas, fez belo giro e bateu por baixo, anotando o primeiro tento preto e branco da noite. Era a reação de quem havia superado o Sorocaba uma semana antes e que necessitava de mais um gol.

Até que, a poucos minutos do fim, a arbitragem voltou a prejudicar o andamento da partida. Pendurado, Leandro Lino cometeu nova falta em Falcão, levou amarelo e, consequentemente, o vermelho, deixando o Timão com um jogador a menos durante dois minutos.

Nem mesmo as decisões um tanto questionáveis dos juízes freou o ímpeto corinthiano. Com a sexta falta a favor do time paulistano, o camisa 10 Deives chamou a responsabilidade, finalizou com categoria e empatou o jogo. O Corinthians/UNIP disparou para o ataque, aproveitou os vacilos individuais do Sorocaba e, a poucos segundos do fim, viu Índio anotar o gol da quadra de defesa, dando o triunfo por 3 a 2 ao elenco paulistano.

Veja mais em: Futsal do Corinthians.

Veja Mais:

  • Gil e Ralf estão em foto publicada pelo Corinthians

    Corinthians e Gil interagem nas redes sociais e indicam acerto pelo retorno do zagueiro

    ver detalhes
  • Ralf e Gil foram parceiros no Corinthians de 2013 a 2015

    Ralf, sobre iminente retorno do zagueiro Gil ao Corinthians: 'Dispensa comentários'

    ver detalhes
  • Jogadores e comissão técnica ficaram a muitos metros de distãncia dos jornalistas nesta quarta-feira

    Corinthians treina 'escondido' e volta a ter desfalques; à tarde uma nova atividade no CT

    ver detalhes
  • Equipe Sub-23 em ação pela Copa Paulista, diante do Juventus, na Rua Javari

    Quanto gasta a equipe Sub-23 do Corinthians? Diretor financeiro confirma ao Meu Timão

    ver detalhes

Comente a notícia: