Diretor do Corinthians prevê ano difícil e fala sobre busca por técnico

Diretor do Corinthians prevê ano difícil e fala sobre busca por técnico

Por Meu Timão

5.1 mil visualizações 111 comentários Comunicar erro

Oswaldo foi demitido do Corinthians na semana passada; clube ainda procura substituto

Oswaldo foi demitido do Corinthians na semana passada; clube ainda procura substituto

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Mesmo com os desmanches do início e do meio do ano, o Corinthians adota cautela em relação à contratação de novos jogadores. Por ora, a diretoria do clube paulista segue focada em acertar a contratação do substituto de Oswaldo de Oliveira, demitido na última quinta-feira. Há a convicção, porém, ao menos pelo aspecto financeiro, de que a próxima temporada serão tão complicada quanto essa.

"Tivemos em 2016 um ano muito difícil por causa de vários ajustes financeiros que tivemos que fazer no clube. Estamos hoje em dia com as principais partes que entendemos que seja prioritária nesse fluxo de pagamento. Não vou falar que a situação para 2017 é tranquila porque não é. Esse aspecto de não jogar a Libertadores, vamos continuar trabalhando para montar um time competitivo. Vamos trabalhar pra isso. Como vamos fazer? Estamos trabalhando pra isso", afirmou Emerson Piovezan em entrevista à Rádio Bandeirantes.

A ideia do Corinthians é fechar com seu novo treinador o mais depressa possível, já que o planejamento sobre reforços está atrasado. Até o momento, o Timão acertou com Jô, que estava sem clube, e Luidy, do CRB. A alta cúpula alvinegra entende que outras contratações devem possuir o aval do comandante que será anunciado - o colombiano Reinaldo Rueda está na mira e, inclusive, gostou da oferta financeira que recebeu.

"Nós estamos trabalhando neste momento numa nova comissão técnica que vai definir alguns aspectos com relação a contratações. O que eu particularmente não influencio. Quando tem necessidade de contratação, vamos atrás dos recursos se não tivermos definido dentro do planejamento. Colocamos isso como uma previsão e daí pra frente a gente começa a trabalhar nas possibilidades", acrescentou o dirigente, que promete que o Corinthians não fará "loucuras" para concretizar a chegada do novo treinador.

"Na verdade o que a gente tem é um limite (financeiro para técnico) e o presidente trabalha com ele. Dentro de uma realidade de pagamento de folha que a gente tem. Isso já estava previsto. Dentro do que planejamos, o que for, o Roberto sabe disso e consegue enquadrar nesses valores", finalizou.

Dura realidade - Fora da Copa Libertadores da América, o Corinthians terá recursos bem limitados para investir em sem elenco na próxima temporada. O Timão planeja gastar apenas R$ 13 milhões com reforços, quantia 80% menor que a desembolsada pela atual diretoria em 2016.

Veja mais em: Diretoria do Corinthians e Oswaldo de Oliveira.

Veja Mais:

  • Fagner e Clayson, além de Ramiro, são os jogadores do Corinthians mais advertidos com amarelo no primeiro semestre

    Primeiro semestre do Corinthians: uma única expulsão e quarteto com mais cartões amarelos

    ver detalhes
  • Walter ganhou mais um interessado na sua contratação

    Com foco ainda em 2019, Ceará demonstra interesse em contratação de Walter

    ver detalhes
  • Willian Felix assinou com o Corinthians para integrar a equipe Sub-23

    Corinthians contrata lateral-esquerdo do São Bernardo para elenco Sub-23

    ver detalhes
  • Arena Corinthians volta a receber jogo do Timão daqui um mês

    Dérbi e 'overdose de Arena Corinthians': CBF desmembra rodadas do Brasileirão pós-Copa América

    ver detalhes

Comente a notícia: