Carille condena briga em clássico e chama atenção de Kazim

Carille condena briga em clássico e chama atenção de Kazim

99 mil visualizações 120 comentários Comunicar erro

Carille reprovou troca de empurrões entre Kazim e Maicon

Carille reprovou troca de empurrões entre Kazim e Maicon

Foto: Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

A confusão que marcou o empate por 0 a 0 entre Corinthians e São Paulo desse sábado à noite, em Orlando (EUA), pela decisão da Florida Cup 2017, foi condenada pelo técnico alvinegro Fábio Carille. De acordo com o comandante, a atitude de Kazim, que acabou expulso por ser um dos primeiros a se envolver na briga generalizada, foi impensada e não deveria ter ocorrido.

“Jogo Corinthians e São Paulo normalmente não é absurdo (desentendimentos) em lugar nenhum, mas não pode acontecer. Temos que trabalhar, jogar firme na bola porque futebol é assim. Futebol não é isso que aconteceu hoje”, afirmou Fábio Carille em entrevista coletiva.

“Sabíamos que isso poderia acontecer. Trabalhei meu lado, tenho certeza que o Rogério trabalhou o dele para que fosse firme, mas na bola. Mas tem coisas que fogem da mão. Isso não é bonito o que aconteceu, mas faz parte do futebol. É trabalhar pra que nos próximos confrontos isso não aconteça”, sintetizou o treinador.

Aos 19 minutos da etapa inicial, Bruno e Marquinhos Gabriel dividiram a bola no campo ofensivo. Desarmado pelo camisa 31 do Timão, o ala são-paulino resolveu deixar o pé no rosto do atleta alvinegro, que evitou jogo de cena e segurou a perna direita do indivíduo para não ser machucado.

Pressionado, o árbitro norte-americano Jonathan Weiner, responsável pelo clássico, tomou uma decisão para lá de questionável: expulsou o atacante Kazim e o zagueiro Maicon, que trocaram empurrões na briga – houve também a participação de jogadores reservas de ambos os times, algo nada positivo na visão de Carille.

“É um aprendizado também: da próxima vez, não invada o campo. Eu vi que o Rogério tentou segurar lá, eu tentei segurar aqui, mas eles já estavam lá dentro. Isso não é legal pro futebol. Pode ter certeza que vamos trabalhar pra que não tenha uma próxima vez”.

Antes de deixar a sala de coletiva, o técnico elogiou a atuação do volante Fellipe Bastos, estreante da noite. “A gente sabe onde eles podem chegar, estão evoluindo bastante. A estreia do Fellipe hoje, Kazim e Jô já tinham estreado, Paulo Roberto entrou muito bem. Sei do potencial de todos, sei onde podem chegar e esse vai ser o trabalho. Foi muito positivo, de todos acreditarem que estamos no caminho certo, e agora é focar no Paulista”, finalizou.

Veja mais em: Fábio Carille, Florida Cup e Majestoso.

Veja Mais:

  • Corinthians encara Grêmio neste sábado

    'Entre céu e inferno', Corinthians recebe Grêmio na despedida do primeiro turno do Brasileirão

    ver detalhes
  • Badauí, do CPM22: 'Sou obrigado a ouvir que sou torcedor de Arena' | #76

    VÍDEO: Badauí, do CPM22: 'Sou obrigado a ouvir que sou torcedor de Arena' | #76

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel deixa Corinthians pouco mais de dois anos após ser contratado

    Marquinhos Gabriel deixa Corinthians como terceiro pior jogador do elenco em 2018; veja ranking

    ver detalhes
  • Pedrinho treinou com bola normalmente nesta sexta-feira

    Pedrinho treina sem limitações e pode voltar ao Corinthians na escalação deste sábado

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes