Vestido de 'chinês', Pato volta a render dinheiro ao Timão; negativa de 2016 deu prejuízo milionário

Vestido de 'chinês', Pato volta a render dinheiro ao Timão; negativa de 2016 deu prejuízo milionário

188 mil visualizações 429 comentários Comunicar erro

Pato já faz exames na Itália já com a camisa do time chinês

Pato já faz exames na Itália já com a camisa do time chinês

Alexandre Pato está na Itália, onde faz exames médicos antes de assinar com o Tianjin Quanjian, recém-promovido à primeira divisão do campeonato chinês. O ex-clube de Jadson pagará 18 milhões de euros pelo atacante, cerca de 60 milhões reais. Essa inesperada transferência do atacante, que chegou há poucos meses no Villarreal (ESP), traz uma boa e uma má notícia ao corintiano.

Começamos pela boa notícia. A reportagem do Meu Timão apurou que, ao liberá-lo para o clube espanhol, em julho do ano passado, o clube manteve uma parte dos direitos econômicos, mais precisamente 10% dos 60% adquiridos junto ao Milan (ITA). Ou seja, diante do valor anunciado pela imprensa espanhola, o Corinthians terá direito a R$ 6 milhões da transferência para a China.

Com os cerca de R$ 11 milhões conseguidos da venda para o Villarreal, no ano passado, o Alvinegro recuperará assim R$ 17 mi dos R$ 40 milhões investidos para tirá-lo da Itália em 2013. Em termos percentuais, 42,5% do valor desembolsado à época. Um percentual que seria até razoável se não fosse a oferta recusada por ele dessa mesma equipe quando ainda estava no Parque São Jorge.

É aí que entra a má notícia para o torcedor do Corinthians. Em janeiro de 2016, o Tianjin Quanjian ofereceu 20 milhões de euros (R$ 88 milhões, à época) por 100% dos direitos econômicos. O Timão ficaria com 60% do valor, algo em torno de R$ 52,8 milhões. O restante, R$ 35,2 milhões, iria para Pato e seu representante, Gilmar Veloz. Valores esses divulgados, à época, pelo Globoesporte.com.

Ou seja, ao negar a China no ano passado e aceitar este ano, Pato fez o Corinthians deixar de ganhar aproximadamente R$ 35 milhões. Não é por acaso que os dirigentes se desesperaram na ocasião. Em entrevista coletiva, o presidente Roberto de Andrade afirmou que "a proposta era um negócio nunca visto" e que "se viessem comprar uma indústria aqui no Brasil não seria com uma oferta tão grande". O ex-presidente Andrés Sanchez chegou a falar em tons bem menos moderados do assunto.

Vale lembrar que Pato, naquela ocasião, ainda tinha o sonho de voltar a brilhar na Europa, e aguardava a possibilidade de um empréstimo ao Chelsea. A ida à Inglaterra até aconteceu, mas sem o sucesso esperado por ele. O atacante retornou ao Brasil e acabou sendo negociado com o Villarreal, onde também não conseguiu ir bem. O atacante, então, resolveu pensar na parte financeira e, agora, deu "sim" aos incontáveis euros dos chineses.

Veja mais em: Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Média de público pagante da Arena Corinthians na atual temporada é de pouco mais de 30 mil

    Arena Corinthians se aproxima de marca de 400 mil assentos vazios na temporada 2018

    ver detalhes
  • Presente na Copa do Mundo, Cássio mantém regularidade no Corinthians e pode ser lembrado por Tite

    Com possibilidade de corinthianos, Tite convoca Seleção Brasileira nesta sexta-feira

    ver detalhes
  • Jonathas passou por ressonância magnética em clínica de São Paulo nesta quinta à tarde

    Jonathas é submetido a exame fora do CT e vira dúvida no Corinthians

    ver detalhes
  • Díaz vem treinando normalmente e está à disposição de Jair para reforçar o Timão

    Apto para estrear, Sergio Díaz pode ser novidade do Corinthians nas próximas partidas

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes