Jô volta ao estádio onde é 'persona non grata' e iniciou enorme confusão em decisão

5.3 mil visualizações 52 comentários Comunicar erro

Jô volta ao estádio Ronaldão, onde deve ser bastante pressionado

Jô volta ao estádio Ronaldão, onde deve ser bastante pressionado

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O duelo do Corinthians com a Caldense, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil, colocará Jô no centro das atenções. Tudo porque o centroavante voltará ao estádio Ronaldo Junqueira, onde é considerado 'persona non grata' e iniciou uma enorme confusão há dois anos.

O centroavante foi o autor do gol que deu o título do Atlético-MG diante da equipe de Poços de Caldas, quando faltavam 12 minutos para o término do segundo jogo. O detalhe é que o atual camisa 7 do Timão estava em posição de impedimento, para desespero de jogadores e torcedores da Caldense, que estavam perto de entrar para a história com um título invicto do Campeonato Mineiro.

O jogo ficou paralisado após o gol, com o trio de arbitragem sendo alvo da bronca generalizada dos mandantes. Falar no nome de Jô em Poços de Caldas é remeter àquela tarde de 3 de maio de 2015, quando a cidade amargou a primeira derrota na competição e, consequentemente, a perda do caneco.

O centroavante do Timão reencontrará alguns jogadores da Caldense que fizeram parte daquela decisão. São eles: Neguete, que era reserva do goleiro Rodrigo em 2015, Marcelinho (hoje zagueiro, titular na lateral direita naquela ocasião), Rafael Estevam (lateral-esquerdo), Cristiano e Éwerton Maradona (que eram reservas), além de Luiz Eduardo e Zambi (atacantes titulares).

Os jogadores da Caldense lembraram do triste episódio e do reencontro com Jô em entrevista ao GloboEsporte.com.

"É uma outra situação, são dois times completamente diferentes, mas a gente espera, lá no fundo, que a gente saia com mais sorte no final do jogo. Infelizmente, aquele foi um jogo marcado por um gol polêmico (do Galo) e esperamos que não tenha nenhum gol polêmico nesta quarta", falou Luiz Eduardo, autor do gol da Caldense na final do Mineiro em 2015.

"Do jeito que foi, por tudo o que a gente passou durante o campeonato, as circunstâncias do gol do título, que foi irregular. Mas agora é outra competição. A gente vem bem, vem feliz por causa da vitória de sábado (no Mineiro), mas temos que pensar no jogo de quarta, sem essa de revanche com o Jô", lembrou o atacante Zambi.

Veja mais em: e Copa do Brasil.

Veja Mais:

  • Volante ao lado do idoso atropelado e de sua família

    Ralf transfere vítima de acidente de hospital e faz visita nessa segunda-feira

    ver detalhes
  • Neto acusa elenco corinthiano de tentar derrubar Carilleneto

    Neto acusa elenco corinthiano de tentar derrubar Carille, detona jogadores e faz apelo ao técnico

    ver detalhes
  • Imagina como seria se você tivesse Fábio Carille como seu chefe no seu trabalho

    [Mayara Munhoz] Imagina como seria se você tivesse Fábio Carille como seu chefe no trabalho

    ver detalhes
  • Corinthians não tomou conhecimento das donas da casa na estreia em Quito

    Corinthians não sente altitude e estreia com vitória tranquila na Libertadores Feminina

    ver detalhes
  • Corinthians busca melhorar campanha da última temporada do NBB

    Guia Meu Timão do NBB: saiba tudo sobre o principal torneio do Corinthians na temporada

    ver detalhes
  • Ralf foi único jogador entre aqueles hoje considerados titulares que treinou com bola nesta segunda

    Sem punição, Ralf volta ao Corinthians e deve ser opção para Carille quarta-feira

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: