Súmula confirma lambança, mas pode prejudicar ainda mais o Corinthians

Súmula confirma lambança, mas pode prejudicar ainda mais o Corinthians

Por Meu Timão

22 mil visualizações 149 comentários Comunicar erro

Thiago Duarte Peixoto não relatou seu erro na súmula

Thiago Duarte Peixoto não relatou seu erro na súmula

Foto: Meu Timão

Cercado por polêmicas na condução do duelo, o clássico entre Corinthians e Palmeiras realizado na noite desta quarta-feira também foi encerrado de maneira equivocada. Não bastasse o erro histórico do árbitro Thiago Duarte Peixoto durante a primeira etapa, o mesmo insistiu no caso e não reconheceu seu equívoco na súmula da partida.

Aos 46 minutos da primeira etapa, Thiago expulsou o volante Gabriel injustamente. Em uma jogada de contra-ataque palmeirense, Maycon cometeu falta no atacante Keno. O árbitro, então, se dirigiu ao camisa 5, confundiu o atleta com o companheiro de equipe e aplicou o cartão vermelho - tendo em vista que Gabriel já tinha cartão amarelo e recebeu o segundo pela falha de Thiago.

Além de não registrar o erro que manchou a imagem da partida e gerou enorme revolta seja na Fiel, jogadores e também comissão técnica do Timão, Thiago Duarte Peixoto ainda relatou xingamentos de funcionários do clube. Segundo a declaração do árbitro, as agressões verbais partiram da zona mista da Arena Corinthians, próxima ao túnel que dá acesso ao gramado.

Aqui vale destacar que, além de tudo que foi registrado, o árbitro ainda errou ao escrever o nome do time - escreveu Sport Clube e não Sport Club, como é correto. Veja abaixo na transcrição da súmula.

Em campo, o Timão demonstrou sua força, minimizou a falha absurda de Thiago Duarte Peixoto e evidenciou seu domínio sobre o rival. Na raça, aos 41 minutos da segunda etapa, depois roubada de bola de Maycon, o atacante Jô fez a festa em Itaquera e assegurou a vitória do Corinthians no Dérbi por 1 a 0.

O equívoco foi reconhecido por Thiago Duarte Peixoto somente após a partida. Em entrevista no momento em que deixava a Arena Corinthians, o árbitro abordou o acontecimento e assumiu a confusão, com lágrimas nos olhos.

Confira trechos da súmula

Expulso, após ter sido advertido anteriormente com cartão amarelo, por segurar seu adversário de número 27, o Sr. Marcos da Silva França, impedindo um ataque promissor na disputa da bola.

Houve no intervalo e término da partida, na área designada como mista, agressões verbais: 'Filho da p**, ladrão, safado", por parte de torcedores e dirigentes do Sport Clube (sic!) Corinthians Paulista, não sendo possível identificá-los.

Veja mais em: Derbi e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Corinthians de Ángel Romero visita Vitória neste domingo

    Com 'escalação surpresa', Corinthians encara Vitória em duelo direto contra o rebaixamento

    ver detalhes
  • Corinthians vem de derrota para o Santos na última partida disputada pelo Brasileirão

    Corinthians é ultrapassado, vê Z4 embolar e fica a cinco pontos da vice-lanterna; veja classificação

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians terá duas opções para assistir ao jogo contra o Vitória

    Dois canais de TV transmitem jogo entre Corinthians e Vitória neste domingo

    ver detalhes
  • Adriana marcou gol da vitória do Corinthians na primeira final do Brasileirão Feminino

    Corinthians vence final fora de casa e fica a um empate de título inédito do Brasileiro Feminino

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes