Novos 'sósias' do Corinthians veem lado bom de confusão no Dérbi

Novos 'sósias' do Corinthians veem lado bom de confusão no Dérbi

Por Meu Timão

3.7 mil visualizações 36 comentários Comunicar erro

Jogadores foram de máscaras à sala de imprensa do CT nesta quinta

Jogadores foram de máscaras à sala de imprensa do CT nesta quinta

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O Corinthians, definitivamente, saiu fortalecido do clássico da última quarta-feira, contra o Palmeiras. Não bastassem os três pontos, a vitória ganhou ares de superação alvinegra diante da arbitragem desastrosa de Thiago Duarte Peixoto.

Para Gabriel e Maycon, protagonistas do jogo e novos "sósias" do Timão, a noite ficará marcada na história centenária do Dérbi. Eles foram confundidos pelo árbitro Peixoto, que expulsou o camisa 5 erroneamente.

"Arrepiou, para mim vai ficar marcado. Foi uma noite que aconteceu de tudo, que vai ficar marcada para a história. Vi do vestiário, eu não podia subir para o camarote por causa do sorteio do doping. Fiquei no vestiário com imagem atrasada, a gente ouvia a reação do torcedor. Vi o que os roupeiros sentem na pele", declarou Gabriel, em entrevista concedida nesta quinta, no CT Joaquim Grava.

Maycon, que seguiu em campo para a disputa do segundo tempo, contou que os jogadores voltaram do intervalo motivados por duas vertentes: Gabriel, que havia sido expulso injustamente, e Camacho, que perdeu o pai num acidente fatal no início da semana.

"Jogamos pelo Gabriel e pelo Camacho, a gente falou que ia jogar por ele. Todos correram por todos. Quando um errava, o outro corrigia. Um deu força para o outro, isso que aconteceu, conseguimos o resultado na superação e raça", disse Maycon.

"Deu orgulho, supriram um a menos. O canto da torcida foi fundamental", completou Gabriel.

A vitória épica do Corinthians sobre o Palmeiras rendeu muita empolgação por parte da torcida alvinegra. Ao ser questionado se já se imagina se tornando ídolo do Timão, o ex-palmeirense Gabriel projetou mais trabalho e, aí sim, resultados.

"Isso vem com trabalho, com resultado, títulos. O primeiro momento que vesti a camisa do Corinthians, falei vou treinar, jogar e me dedicar para corresponder à oportunidade. Questão de ser ídolo, temos que deixar por parte do torcedor. A gente só se torna ídolo ganhando títulos importantes. Está sendo um início maravilhoso, tenho boas atuações. Vou tentar melhorar para entrar na história", discorreu.

Veja mais em: Maycon e Gabriel.

Veja Mais:

  • Henrique marcou primeiro gol oficial do Corinthians na temporada de 2019

    Henrique faz no fim, Corinthians empata com São Caetano e deixa impressão positiva para o Paulistão

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves, diretor de futebol, falou em nome da diretoria na Arena Corinthians

    Luan, Love, Arana, Romero e Ramires: diretor do Corinthians atualiza negociações

    ver detalhes
  • Avelar foi eleito o pior corinthiano em campo neste domingo pela torcida

    Avelar é criticado, e pedidos por Arana marcam repercussão da estreia corinthiana nas redes sociais

    ver detalhes
  • Melhor corinthiano em campo, Fagner foi também o capitão do Timão neste domingo

    Abismo entre laterais do Corinthians é destacado por torcedores após empate com São Caetano

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes