Corinthians estuda renovar patrocínio master por mesmo valor mensal

Corinthians estuda renovar patrocínio master por mesmo valor mensal

Por Meu Timão

6.2 mil visualizações 74 comentários Comunicar erro

Timão deve assinar renovação com a Caixa por mesma quantia mensal

Timão deve assinar renovação com a Caixa por mesma quantia mensal

Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

A diretoria do Corinthians cogita bater o martelo pela renovação do contrato de patrocínio com a Caixa Econômica Federal sem qualquer incremento. A negociação, que teve início em janeiro, segue em andamento e esbarra em vetos do banco estatal acerta de outros possíveis acordos do Timão.

O atual vínculo entre Corinthians e Caixa é válido até abril, mas tanto o Timão quanto o banco acenaram pela prorrogação inicialmente. A intenção do clube alvinegro é evitar problemas como os ocorridos em 2016, quando, durante o processo de renovação, a equipe precisou entrar em campo sem patrocinador master.

O patrocínio da Caixa (parte frontal da camisa) rende R$ 30 milhões anuais aos cofres corinthianos. Para 2017, entretanto, o banco estatal pretende fechar acordo apenas até dezembro, já que abriu mão de negócios que passem de um ano para o outro. Assim, a quantia a ser embolsada pelo Timão deverá ser proporcional, considerando que nenhum reajuste será proposto pela instituição financeira.

Segundo Fernando Salles, diretor de marketing corinthiano, ambas as partes discutem o veto ou não da Caixa a eventuais parcerias do Timão com empresas concorrentes – por exemplo, a comercialização de cartões de débito e crédito com a marca do time feita por outro banco.

“A maior preocupação não é com a parte financeira, é com outros ativos. São propriedades que a Caixa está vetando em parcerias com outras instituições, e nós estamos tentando liberar”, declarou Salles ao blog do Perrone.

A Caixa já havia manifestado que não aumentaria a remuneração dos 17 clubes da Série A patrocinados por ela. O congelamento do investimento desagrada as equipes na medida em que a inflação oficial do país em 2016 fechou em 6,29%, e a tendência é o banco exigir contrapartidas, como mais exposição em placas publicitárias e redes sociais.

Veja mais em: Patrocinador do Corinthians.

Veja Mais:

  • Clayson, Luan, Sornoza, Marciel e Matheus Matias: confira o vaivém no Corinthians neste fim de 2018

    Corinthians no mercado da bola: saiba quem chega, quem sai e quem negocia com o Timão para 2019

    ver detalhes
  • Boa parte da grana deixada pelo torcedor na Arena Corinthians não vai para o Fundo

    Despesas levam R$ 15,5 mi da bilheteria do Corinthians em 2018; veja levantamento do Meu Timão

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians deposita altas doses de esperança no retorno de Carille

    Torcida do Corinthians coloca retorno do Carille no topo dos assuntos mais comentados do Brasil

    ver detalhes
  • Uendel, um dos alvos do Corinthians, tem 30 anos; 11 a mais que o atual titular Carlos Augusto

    Corinthians aumenta 'filtro de idade' em buscas indicadas por Carille no mercado da bola

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes