Diretoria do Corinthians explica afastamento de Cristian e critica volante

Diretoria do Corinthians explica afastamento de Cristian e critica volante

102 mil visualizações 156 comentários Comunicar erro

Cristian foi afastado e treinará em horários alternativos no CT Joaquim Grava

Cristian foi afastado e treinará em horários alternativos no CT Joaquim Grava

Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

O afastamento do volante Cristian do elenco do Corinthians pegou a muitos de surpresa. Depois de o Timão divulgar uma nota oficial a respeito do caso, o diretor de futebol do clube, Flávio Adauto, e o gerente de futebol Alessandro Nunes concederam entrevista coletiva no CT Joaquim Grava.

“Em primeiro lugar, é bom dizer que essa é uma decisão conjunta. Antes de ela ser tomada e divulgada, tivemos uma reunião com o técnico Fábio Carille. Tínhamos uma série de informações que nos levaram a esse afastamento, não em função de uma entrevista específica, e sim talvez de um comprometimento, de uma posição do clube que passou a ter uma série de jogadores para a mesma posição e não vinha havendo possibilidades do aproveitamento dele”, declarou Adauto.

“Nós tivemos essa posição depois de conversar com ele e explicarmos as razões, que não era também um momento propício para relembrar fatos corriqueiros ocorridos há quase três meses, solucionados no devido momento, e agora foram relembrados como grande bomba, grande informação, e alguma falha do Corinthians. Corinthians não falhou em nada, não teve problema sério nenhum, o Corinthians fez uma preparação muito boa e o resultado está dentro do campo no Campeonato Paulista. O reflexo do trabalho lá é o que tem nos resultados aqui”, sintetizou o diretor.

O principal motivo do afastamento de Cristian está relacionado a uma entrevista dada pelo volante ao jornal Lance!. Nela, o jogador reclama da falta de clareza da diretoria do Corinthians sobre sua situação e revela até um caso de polícia envolvendo sua antiga aliança durante a pré-temporada da equipe, nos Estados Unidos. O contrato dele com o Timão expira no fim da temporada.

“Ele está chateado, é normal. Não é o tipo de comunicação que um atleta gostaria de receber, nem nós gostaríamos de fazer. Mas a gente tem que avaliar todo um histórico que não tem sido produtivo tecnicamente, não cumpriu nenhuma evolução técnica, infelizmente, nas tentativas já feitas. E as atitudes que não condizem com o comprometimento para vitórias, para o Corinthians”, concluiu Alessandro.

Confira outros trechos da entrevista coletiva de Adauto e Alessandro

MOMENTO DA CONVERSA

Flávio Adauto: A gente não ficou irritado com nada. Conversamos sobre uma série de assuntos mostrando que ele não tinha que estar ocupado com assuntos que fujam do campo de jogo. Ele tem de estar procurado em treinar, ser eficiente, jogar e cumprir com suas obrigações, deixar os problemas para nós dirigentes e da comissão técnica. Acho que ele se excedeu.

ENTREVISTA ‘INFELIZ’

Alessandro Nunes: Você usa palavra que acho que não cabe, que é ser traído. Tenho certeza que ninguém foi traído, não estamos nos sentimentos assim, e tenho certeza que ele também não. Não consigo deixar passar alguns pontos na qual ele vem questionando desde que ele ficou fora da lista de inscritos do Campeonato Paulista. Quando começou a ter uma comunicação diferente de todos os atletas, a partir do momento que ele diz que não houve clareza naquela situação, ele está sendo muito infeliz com essa declaração. O primeiro a saber que ele não estaria na lista foi ele próprio, antes até de divulgar para vocês ele volta a repetir isso em mais duas ocasiões. O que a gente mais procura fazer no dia a dia é ter uma comunicação muito clara com todos os atletas. Me surpreendi também com o fato de o Cristian, por toda história dele aqui, era para administrar essa situação. Fazer como todos os outros, se envolver com o trabalho e mostrar para o treinador dentro do campo, não publicamente ficar reivindicando alguma coisa. Não consigo olhar para uma atleta profissional que vai publicamente externar fatos que são internos, acho que isso evidencia uma situação muito ruim. Nós fizemos questão de conversar com ele primeiro, diferente do que ele fez. Respeitamos também a opinião dele, mas algumas condutas precisam ser mais claras e disciplinares principalmente. É um atleta que infelizmente nesses dois anos e três meses está com um índice muito abaixo. Isso não pode ser relacionado só às lesões, ele deveria estar nos atendendo mais ao campo. Temos outros atletas jogando muito bem, outros meninos buscando oportunidade com bastante fome e apetite. Tudo que for o contrário do que acreditamos, precisamos tomar algumas decisões e partir de hoje ele começa a treinar em horários diferentes.

RESCISÃO DE CONTRATO

Alessandro Nunes: Não existe rescisão de contrato. Ele tem um vinculo que o Corinthians vai respeitar até o último dia, sem nenhum tipo de problema. Não estávamos o aproveitando tecnicamente por essa deficiência técnica, de não apresentar um bom futebol, e não consigo acreditar que um atleta publicamente vá recuperar sua posição. Acredito que tem de ser no treinamento como a maioria está fazendo e buscando sua oportunidade. Nesses pontos vamos continuar tratando e dando totais condições de trabalho que o atleta precisa ter.

CONTRATAÇÃO ERRADA?

Flávio Adauto: Boa contratação é aquela que dá resultado. Bom jogador é aquele que rende o que é esperado. Quando não rende, as razões podem ser as mais diversas, não vingou. Então, você pode deixar de colocar garotos em função de alguns jogadores mais experientes, mas que não estão rendendo. Então, o Carille tem decidido isso e te todo o nosso apoio. Sempre que ele quiser colocar um garoto, ele tem total liberdade, independentemente até do que a gente pensa. Como já tinha dito lá atrás, quando a gente assumiu e o Alessandro, que o Corinthians iria resgatar o seu DNA. Ter jogadores importantes, ter jogadores de renome, de ponta, mas não ia desprezar jamais os garotos que vem da base. Que foi o que mais fez bem ao Corinthians em sua história.

REAÇÃO DO CRISTIAN

Alessandro Nunes: Ele está chateado, é normal. Não é o tipo de comunicação que um atleta gostaria de receber, nem nós gostaríamos de fazer. Mas a gente tem que avaliar todo um histórico que não tem sido produtivo tecnicamente, não cumpriu nenhuma evolução técnica, infelizmente, nas tentativas já feitas. E as atitudes que não condizem com o comprometimento para vitórias, para o Corinthians. Nós estamos falando de um atleta que foi campeão, mas não vai ser o passado que vai tendenciar alguém a ser titular ou ter uma longevidade no clube. A gente sabe das nossas limitações, que nós temos que evoluir. O Carille tem pedido isso todo santo dia aos atletas e todo mundo tá se comprometendo e envolvendo. Quem não, cabe a nós decidir.

OFERECER O ATLETA A OUTROS CLUBES

Flávio Adauto: Também disse em outras ocasiões que a gente não iria fazer uma limpeza, não ia fazer dispensa em massa, e não há um só jogador destes que saíram que não foi conversado sobre o que eles pretendiam, se eles aceitavam sair e ir para outro clube. Em relação ao Cristian não vai ser diferente. Se aparecer algum time procurando por ele, querendo levá-lo, vamos discutir, não vamos tratar com nenhum ressentimento nem nada. O que foi importante para o jogador e para o Corinthians também, nós vamos decidir. Tendo um contrato, nós vamos cumprir. Tenho dito isso de vários outros jogadores, tem tido outro comportamento. Ah, o Mendonza não tá jogando, não tá jogando, mas tá se dedicando. Não tá procurando tentar subterfúgios. Acho que foi um momento infeliz dele, a gente não está feliz com essa atitude. Tivemos um problema lá trás como Williams, agora tivemos isso. Coisas do dia a dia, mas não ai fazer com que a gente trunque a carreira dele. Muito pelo contrário, o que pudermos fazer vamos ajudar.

ACORDO

Flávio Adauto: Essa é uma situação que envolve o departamento jurídico, envolve pretensão do jogador, envolve saber o que ele pensa. Não vamos botar faca no pescoço de ninguém. Para que ninguém neste momento tome uma decisão que seja prejudicial. A gente vai respeitar o histórico dele e ele vai cumprir as determinações e as novas regras de treinamento, trabalho. A única coisa de diferente vai ser o horário, vão ter pessoas para atender ele, o preparador físico. Ele vai continuar como uma peça, só que não vai ser aproveitada pelo técnico Carille.

‘MAU EXEMPLO’

Flávio Adauto: Eu disse erro, verdade. Mas você nunca vai acertar sempre. Talvez no momento em que contrataram o Cristian, imaginavam que ele podia render o que rendia. Então, foi equívoco, erro, não sei qual termo mais corretor, que não deu certo. Jogador bom é o que dá certo. Às vezes você contrata e ele rende o esperado, às vezes você espera demais e não acontece nada. Faz parte do jogo.

Veja mais em: Cristian, Alessandro, Flávio Adauto e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Vaivém dos emprestados: Corinthians age rápido e define futuro de primeiros jogadores; veja resumão

    Vaivém dos emprestados: Corinthians age rápido e define futuro de primeiros jogadores; veja resumão

    ver detalhes
  • O que esperar dos reforços Richard e Sornoza? Meu Timão ouve especialista do Fluminense

    O que esperar dos reforços Richard e Sornoza? Meu Timão ouve especialista do Fluminense

    ver detalhes
  • Andrés e Rosenberg prometem grande anúncio com IBM para esta sexta-feira

    Corinthians acerta com IBM e festeja saída da Omni: 'Vamos refazer o Fiel Torcedor inteirinho'

    ver detalhes
  • Sornoza, à esquerda, deve ser anunciado ainda nesta quarta como reforço do Corinthians

    Sornoza desembarca para fechar com Corinthians e brinca com rival são-paulino

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes