Fagner recorda episódio com Ederson e garante lealdade

Fagner recorda episódio com Ederson e garante lealdade

Por Meu Timão

2.6 mil visualizações 32 comentários Comunicar erro

Fagner assegurou que não é maldoso dentro de campo

Fagner assegurou que não é maldoso dentro de campo

Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Um dos atletas mais experientes do atual elenco corinthiano e remanescente do hexacampeonato brasileiro, o lateral-direito Fagner se manifestou a respeito de um assunto delicado. Classificado como um jogador duro em campo, a partir de seu estilo de jogo forte, o camisa 23 do Timão justificou a postura dentro das quatro linhas.

“Não é questão de machucar, nunca foi minha intenção, nunca fui maldoso. Só que muitas vezes, eu tenho um porte físico para o futebol aonde há um tempo todo mundo dizia que não servia. Tinha que ter 1,80m ou mais altura. Se eu for jogar de uma maneira delicada, eu me prejudico porque não vou conseguir nem render e nem levar o pão dentro da minha casa”, comentou o lateral-direito, em participação do programa Bola da Vez, da ESPN.

No entanto, na temporada anterior Fagner lidou com um episódio muito negativo, já que lesionou um companheiro de profissão através de um carrinho. O fato ocorreu no dia 3 de julho, quando o Corinthians venceu o Flamengo por 4 a 0 e Fagner aplicou uma tesoura no atacante Ederson.

“Eu jogo de uma forma dura, mas eu sou leal. Um episódio que aconteceu não pode manchar tudo aquilo que eu fiz em mais de dez anos de carreira. Se você for puxar, até antes mesmo desse episódio que aconteceu com o Ederson, eu sempre dei carrinho e usei de um recurso para tirar a bola dos adversários e não para machucá-los”, acrescentou.

Na jogada, Fagner pega primeiro a bola e depois atinge o flamenguista. Após o acontecimento, Fagner lidou com a enorme reclamação no banco da equipe carioca, que solicitava a expulsão do lateral-direito.

“Aquilo foi um episódio que aconteceu aonde eu viso a bola, acabo acertando ele depois infelizmente. Tanto que depois, no jogo do Maracanã, eu fui no vestiário do Flamengo, me desculpei com ele e nós conversamos. Muita gente não sabe e eu não preciso fazer as coisas para mostrar para ninguém. Acho que o mais bonito é quando você faz sem ninguém ver. Me desculpei de fato foi naquele lance que aconteceu alguma coisa (lesão). Espero que ele volte”, complementou.

Fato é que, no ocorrido, Ederson teve de deixar o campo devido à tesoura e, na sequência, lidou com a constatação de lesão no joelho. Enfrentando dificuldades de recuperação até o momento, o flamenguista segue fora de campo - ou seja, oito meses parado.

“Após isso eu já estou tentando não fazer mais (dar carrinhos) justamente para que eu não prejudique meu time e não aconteça de, eventualmente, acarretar alguma coisa para alguém. É difícil, as pessoas julgam justamente aquilo que você tá vivendo. Eu procuro ficar tranquilo, sei da minha índole e do meu caráter”, finalizou Fagner, ressaltando a lealdade.

Veja mais em: Fagner.

Veja Mais:

  • Renan Areias (no centro) está no Corinthians desde os seis anos de idade

    Corinthians empresta capitão do Sub-20 para o Red Bull Brasil

    ver detalhes
  • Fessin já marcou três gols pelo Corinthians no Paulista Sub-20

    Fessin marca, Corinthians vence no Paulista Sub-20 e diminui distância para rival

    ver detalhes
  • Corinthians fechou a primeira fase na liderança e invicto no Paulista Feminino

    Corinthians vence Portuguesa e fecha primeira fase do Paulista Feminino líder invicto

    ver detalhes
  • Corinthians de Ronaldo foi eliminado pelo Tolima em 2011 e mesmo assim Tite seguiu como técnico

    Tite/11 x Loss/18: diferenças e semelhanças entre as crises corinthianas comparadas por Andrés

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes