Fagner elogia Rodrigo Caio e rechaça fama de jogador violento

Fagner elogia Rodrigo Caio e rechaça fama de jogador violento

Por Meu Timão

2.5 mil visualizações 30 comentários Comunicar erro

Fagner falou sobre a atitude do zagueiro Rodrigo Caio nesta terça

Fagner falou sobre a atitude do zagueiro Rodrigo Caio nesta terça

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

O Corinthians venceu o São Paulo por 2 a 0 no último domingo. Além da boa vitória corinthiana, o jogo ficou marcado por um lance em que o zagueiro Rodrigo Caio impediu que Jô levasse o terceiro amarelo e fosse suspenso no jogo de volta. Dias depois, a atitude ainda está rendendo comentários no meio do futebol.

Nesta quarta-feira foi a vez do lateral Fagner comentar o fato. Segundo o corinthiano, foi uma atitude digna de aplausos, e que serve de exemplo para as pessoas e principalmente para as crianças.

"Falei depois do jogo, quando me perguntaram da postura dele, foi digna de aplausos, de reconhecimento. Isso serve de lição e exemplo, para os meus filhos e para tantas crianças, que assistem e que nos veem como exemplo. Eu acredito que a atitude dele tenha sido um pontapé inicial e que sirva de exemplo, para nós, no dia a dia, a cada jogo, a gente possa repetir isso que ele fez, de uma maneira natural, e que o futebol aos poucos tome um ar de honestidade, e não de malandragem", disse o lateral-direito, em entrevista ao programa Seleção SporTV.

Ainda sobre lances polêmicos, o jogador foi relembrando sobre a entrada no meia Ederson, do Flamengo, em jogo na temporada passada. Durante a partida, o lateral deu um carrinho no meia da equipe carioca, que acabou se lesionando. Na época, os flamenguistas reclamaram muito do lance. Fagner disse que já se desculpou com o atleta e que isso pra ele é um assunto encerrado.

"Em um jogo nosso, Corinthians e Flamengo no Maracanã, eu fui ao vestiário do Flamengo e me desculpei com o Ederson, pela situação. Ele sabe que não foi por maldade, foi um lance de jogo. Espero que ele volte o quanto antes, para poder ajudar a equipe dele. Para mim, é um assunto encerrado, não tenho mais o que explicar. Não tem por que voltar ao assunto", disse Fagner.

O camisa 23 do Corinthians ainda disse ter ficado com a fama de violento por causa desse lance. Fagner afirmou que foi um caso isolado e que não se pode julgar a carreira de um atleta por causa de um único lance. O lateral também ressaltou seu desempenho na atual temporada.

"Foi criada essa imagem por causa de um lance que aconteceu contra o Flamengo. A gente não pode julgar a carreira de um atleta, o caráter uma pessoa por um lance. Se fosse um lance corriqueiro, se eu tivesse machucado mais de um atleta, se eu fosse expulso todo jogo, tudo bem. Eu sou um jogador que não entro em polêmica, não machuco ninguém. Pelo contrário, neste ano ainda não fui suspenso nenhuma vez, não tomei nenhum cartão vermelho. Criou-se a imagem por um lance e ainda estão falando sobre esse lance. Procuro ficar com a cabeça tranquila, procuro fazer meu trabalho bem feito e procuro ajudar o Corinthians da melhor maneira possível", completou o lateral.

Titular incontestável da equipe, Fagner foi revelado nas categorias de base do Corinthians. Após sair sem muitas oportunidades em 2006, o lateral voltou no início de 2014 e assumiu a titularidade da lateral direita desde então. Ele possui contrato com o Timão até fim de 2018.

Fagner estará no jogo contra o Internacional pelo jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil, às 21h45, na Arena Corinthians. O primeiro jogo terminou empatado em 1 a 1, resultado que da a vantagem do empate em 0 a 0 para o Corinthians.

Veja mais em: Fagner.

Veja Mais:

  • Tem clássico! Timão e São Paulo decidem na terça vaga à semifinal da Copa RS

    Corinthians faz clássico contra São Paulo nas quartas da Copa RS

    ver detalhes
  • Rosenberg chamou Leila Pereira de 'imperadora' do Palmeiras e ironizou Allianz: 'Pneu deitado'

    Diretor do Corinthians ironiza Palmeiras e diz que 'Fiel não aceitaria imperadora'

    ver detalhes
  • Corinthians e Internacional se enfrentaram pela liderança do Grupo B da Copa RS

    Corinthians vai bem, mas cede empate para Internacional e deixa escapar liderança na Copa RS

    ver detalhes
  • 'Não sei por que fazem tanto romance em torno disso', declarou Rosenberg sobre dívida pela Arena

    Rosenberg atualiza dívida do Corinthians pela Arena: 'Na pior das hipóteses, deve R$ 650 milhões'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes